Frutas cristalizadas, tradição caseira com reconhecimento no mercado de alimentos

Os doces de boa qualidade garantem ao produtor espaço no mercado

A produção de frutas cristalizadas é uma boa alternativa para a complementação da renda familiar.

 

 A produção de frutas cristalizadas é uma boa alternativa para a complementação da renda familiar.

 

A produção de doces foi a forma encontrada pelos produtores rurais para aproveitar os excedentes da produção de frutas e tê-las disponíveis na entressafra. Com a urbanização da sociedade, a tradição de fazer doces em casa não se perdeu, pelo contrário, ampliou-se e tornou-se uma boa alternativa para a complementação da renda familiar.

A fruta cristalizada é o produto preparado quando se substitui parte da água de sua constituição por açúcares. Em definição, a  Comissão Nacional de Normas e Padrões para Alimentos, em conformidade com o disposto no capítulo V, artigo 28, do Decreto-Lei nº 986, de 21 de outubro de 1969, no qual se estabeleceu o padrão de identidade e qualidade para frutas cristalizadas e glaceadas, diz que "fruta cristalizada ou glaceada é o produto preparado com frutas, atendendo as definições destes padrões, nas quais se substitui parte da água da sua constituição por açúcares, por meio de tecnologia adequada, recobrindo-as ou não com uma camada de sacarose. E entende-se por fruta, para efeito deste padrão, todas as partes comestíveis de vegetais reconhecidamente apropriados para a obtenção do produto final".

O Brasil é o terceiro maior produtor de fruta tropicais in natura no mundo, apesar disso, tem uma pequena produção de frutas cristalizadas. Isso se deve ao fato de outros produtos, tais como doce em massa, geleias e polpas, possuírem um processamento mais simples, rápido e um mercado consumidor mais atrativo, fazendo com que as indústrias prefiram comercializar esses produtos.

A indústria caseira de alimentos constitui um dos projetos estratégicos da EMATER, como forma de apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar, por meio da verticalização da produção. A atividade possibilita, além da agregação de valor, o resgate de tradições e a valorização dos produtos regionais.

Os doces de boa qualidade garantem ao produtor espaço  no mercado. Para isso, é preciso considerar diversos aspectos, como a higiene na fabricação, a boa aparência, o sabor agradável, a embalagem adequada, a boa apresentação e a regularidade da oferta.

Para garantir o padrão de qualidade dos doces artesanais, o produtor precisa conhecer e aplicar boas práticas de fabricação de alimentos, que abrangem, também, aspectos relacionados ao meio ambiente, às instalações, aos equipamentos e utensílios, ao manipulador, à matéria-prima e às embalagens e tecnologias de produção dos doces.

A comercialização dos produtos pode ser feita de várias maneiras, pois os doces atendem às necessidades de vários segmentos do comércio de produtos alimentícios, tais como supermercados, bares, lanchonetes, restaurantes, entre outros. Além disso, as empresas distribuidoras de alimentos constituem uma considerável fatia de mercado a ser explorada.

Investindo em qualidade, sob todos os aspectos, e como forma de incentivar a fabricação de produtos artesanias com o objetivo de melhorar a qualidade e a eficiência na produção, tanto para consumo como  para comercialização, foi que o CPT – Centro de Produções Técnicas em parceria com a EMATER, elaborou o curso “Como Produzir Frutas Cristalizadas”. Nele   você recebe informações da professora Maria da Graça Bragança,  economista doméstica e coordenadora técnica do projeto bem-estar social da EMATER-MG.

Após fazer o curso e ser aprovado na avaliação, o aluno recebe um certificado de conclusão emitido pela UOV – Universidade On Line de Viçosa, filiada à ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância.  

Com o aperfeiçoamento de tecnologias já desenvolvidas pelas famílias, a introdução de novas, de acordo com a demanda do mercado, e a orientação sobre instalações e equipamentos, o trabalho se torna mais valorizado, permitindo melhor agregação de valor aos produtos produzidos. 

Salvar

Cursos Relacionados

Curso Como Produzir Picles, Pasta de Alho e Corantes Curso Como Produzir Picles, Pasta de Alho e Corantes

Com Prof.ª Maria da Graça Bragança

R$ 392,00 à vista ou em até 12x de R$ 32,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Produzir Licor e Xarope Curso Como Produzir Licor e Xarope

Com Prof.ª Maria da Graça Bragança

R$ 392,00 à vista ou em até 12x de R$ 32,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Produzir Doces em Barra Curso Como Produzir Doces em Barra

Com Prof.ª Maria da Graça Bragança

R$ 392,00 à vista ou em até 12x de R$ 32,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

suely aparecida dos reis

26 de abr de 2014

gostaria de saber como adquirir o curso de doces frutas cristalizadas,entre em contato comigo,obrigado aguardo.

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de abr de 2014

Olá, Suely!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o Curso CPT Como Produzir Frutas Cristalizadas.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

cleonice

11 de set de 2013

Faço doces, e como é bom saber desses valores de mercado

Resposta do Portal Cursos CPT

12 de set de 2013

Olá, Cleonice!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Indústria Caseira

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade