WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Sistema de criação de frangos: independente ou cooperativo?

No Brasil, a integração tem consistido em incorporar à atividade principal de uma empresa todas aquelas outras que a ela se ligam no ciclo de produção do frango de corte

Sistema de criação de frangos: independente ou cooperativo?    Artigos Cursos CPT

 

No Brasil, a integração tem consistido em incorporar à atividade principal de uma empresa todas aquelas outras que a ela se ligam no ciclo de produção do frango de corte. “A integração se aplica, principalmente, entre atividades que são complementares no processo produtivo”, afirma Dr. Judas Tadeu de Barros Cotta, professor do Curso a Distância CPT Produção de Frangos de Corte.

Isso acontece da maneira descrita a seguir:


- A empresa de maior porte (integradora) fornece ao criador (integrado) os pintos, a ração, a assistência técnica e se responsabiliza pelo abate e pela comercialização do frango abatido.

- O criador entra no negócio com as instalações, os equipamentos, o aquecimento, a água, cama e a mão de obra (geralmente familiar). No final da criação, as aves são retiradas, pelo abatedouro, da granja do integrado.

Esse sistema é regido por um contrato entre as partes, contendo direitos e deveres recíprocos. O contrato é individual, mas pode ser celebrado coletivamente entre vários produtores interessados. O contrato é um ato jurídico misto, civil e comercial, devendo conter cláusulas que oferecem maior garantia ao criador, assegurando-lhe sempre uma renda. A renovação do contrato pode ser automática e seu rompimento, mediante aviso prévio, em geral não dá direito a indenização.

Há vantagens para ambas as partes na integração, o que explica o seu sucesso duradouro. Neste sistema, o criador tem garantido os insumos fornecidos pelo integrador, sem precisar recorrer ao sistema financeiro ou aos bancos. Ele conta também com a indispensável assistência técnica e a certeza de uma renda no final da criação. Não é necessário investir na compra de insumos, especialmente de pintos e ração, pois estes são fornecidos pelo integrador.

Já para o integrador, as vantagens são as de não precisar imobilizar capital em instalações e equipamentos, nem se preocupar com legislação trabalhista. O integrador se responsabiliza pela boa qualidade dos serviços prestados e dos insumos fornecidos, assim como pela retirada dos lotes nos prazos combinados.

O integrado tem o dever de executar os trabalhos segundo o que foi combinado, de se abastecer de insumos junto à integradora, e de aceitar as orientações veterinárias e técnicas em geral. A sua remuneração se faz segundo o desempenho zootécnico da criação, o que será visto mais adiante.

Sistema cooperativo


Neste sistema, o criador participa da organização e das decisões, correndo os riscos de um eventual fracasso das operações. A cooperativa muitas vezes produz pintos e rações, consumidos dentro do próprio sistema. Os insumos são repassados aos cooperados pelo custo de produção. No final da criação os frangos têm, agregadas aos insumos, as demais despesas (aquecimento, mão de obra etc.). As despesas administrativas, técnicas e operacionais também são agregadas ao custo e rateadas entre o total de frangos produzidos por aquele cooperado. Os lucros obtidos podem ser destinados a novos investimentos pela cooperativa; aplicados no mercado financeiro;mantidos em reserva, ou distribuídos entre os cooperados. Neste último caso, os dividendos são proporcionais às cotas de participação.

Sistema independente


Neste sistema, o produtor é responsável por todo o processo de produção do frango, pois toda e qualquer decisão tem caráter pessoal. Os riscos envolvidos nas operações são de sua inteira responsabilidade. Este é um sistema administrativamente muito pesado, com o avicultor tendo de pensar e decidir sozinho sobre tudo: como e de quem adquirir os pintos, os alimentos, a qualidade dos produtos, os riscos sanitários, a venda dos frangos. O sistema de produção independente tende a desaparecer, sendo mais encontrado nas proximidades de cidades pequenas e médias.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Quer se dar bem com a criação de frangos de corte? P.E.S.Q.U.I.S.E!

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT da área Avicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!