WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Hábitos e características da galinha da angola

Galinhas da angola influenciam diretamente o desempenho do gado de corte e de leite

Galinhas da angola são ariscas e voam quando sentem que estão em perigo. Foto: DeviantArt

Galinhas da angola, ou numida melagris galeata, constituem uma espécie avícola cujas características são bastante próximas às dos faisões. Essa ave é originária da África e foi trazida para o Brasil pelos portugueses durante o período de colonização. Mesmo depois de tanto tempo sendo considerada um animal domesticado, a galinha da angola ainda apresenta traços dos seus hábitos selvagens. Elas voam sempre que se sentem ameaçadas e escondem seus ninhos em locais de difícil acesso quando são criadas soltas na propriedade.

Controle biológico

Uma das características mais interessantes da galinha da angola é a sua importante participação no controle biológico, auxiliando o equilíbrio ambiental através do consumo de insetos, formigas, carrapatos e outras pragas do meio rural. Há relatos de aumento significativo na quantidade de leite produzido e na qualidade da carne bovina fornecida em propriedades com galinhas da angola. Isso porque elas consomem essas pragas, proporcionando uma pastagem mais limpa para o gado. Assim, essas aves podem influenciar diretamente o desempenho dos bovinos e, consequentemente, o lucro do criador. Vale ressaltar que elas também se alimentam de flores, frutos, gramíneas e sementes.

Carne e ovos

Galinhas da angola têm ótima convivência em grupo, podendo dividir o mesmo espaço com outras aves. Foto: Baixaki

A criação de galinha da angola pode ser destinada ao comércio da carne ou dos ovos. Saborosa, a carne dessa ave lembra muito à do faisão. Ambas são muito apreciadas na gastronomia, sendo frequentemente requisitadas por restaurantes sofisticados para compor pratos refinados. Os ovos da galinha da angola têm o gosto bem parecido com os ovos que estamos acostumados a consumir. Algumas criações não são destinadas nem ao abate nem à venda de ovos, concentrando-se somente na criação ornamental, já que as galinhas da angola possuem uma beleza singela que encanta.

Sistemas de criação

No sistema extensivo de criação as galinhas vivem soltas pelo campo, normalmente em casais, e reproduzem-se sem a intervenção do criador. No entanto, esse sistema inviabiliza uma produção significativa de ovos e um cuidado mais eficiente com o bem-estar das aves, pois elas gostam de explorar todo o ambiente e se dispersam facilmente. O sistema extensivo também dificulta o acesso aos ovos, já que eles são depositados em lugares de difícil acesso e muitas vezes só são encontrados quando já estão estragados. Desse modo, para obter uma boa margem de lucro, o criador deve optar pelo sistema intensivo de criação, no qual o desempenho das aves pode ser rigidamente controlado.

Instalações necessárias

O sistema intensivo permite que o criador obtenha melhores resultados, já que pode controlar e acompanhar o desempenho das aves

As instalações necessárias às galinhas da angola são praticamente as mesmas das demais espécies de galinha e não exigem um alto investimento. Quando houver mais de uma raça de galinha da angola na mesma propriedade, elas devem ser mantidas em ambientes distintos para que não se cruzem. Recomenda-se que o viveiro para criação dessas aves seja grande o suficiente para abrigar cerca de 10 animais. Especialistas afirmam que o ideal é que as instalações disponibilizem 4 m² por cabeça.

Os dormitórios, que podem ser de madeira ou alvenaria, devem ter poleiros para que as aves se acomodem durante a noite. É fundamental que o local seja coberto atrás e dos lados e tenha a parte da frente voltada para o sol. Galinhas da angola gostam de ciscar, portanto, quanto mais natural o solo do viveiro, melhor será o seu desempenho. Desse modo, o chão pode ser forrado com substratos naturais, como feno, capim ou palha. É aconselhável que essa cobertura atinja aproximadamente 15 cm de altura, pois assim as galinhas podem enterrar seus ovos ali mesmo, dispensando a construção de ninhos.

Considerações sobre o manejo

Galinhas da angola limpam o pasto para o gado, melhorando seu desempenho na produção de carne e leite. Foto: Baixaki

Galinhas da angola são aves de manejo simples e barato. Passíveis de se adaptar a qualquer clima, elas podem ser criadas em qualquer região do país. Essa espécie caracteriza-se pelo hábito diurno e por ter ótima convivência em grupo, podendo dividir o mesmo espaço com outras aves. Galinhas da angola fazem muito barulho, portanto, devem ser mantidas distantes dos animais que precisam de um ambiente mais tranquilo para se desenvolver e reproduzir. Elas quase nunca ficam doentes, porém é fundamental que o criador mantenha suas vacinas em dia. Elas devem ser vacinadas anualmente contra newcastle e bouba aviária.  

Reprodução

Durante a primavera as fêmeas põem os ovos, que são eclodidos 25 dias depois. Normalmente as galinhas da angola são criadas em uma proporção de quatro ou cinco fêmeas para cada macho, mas recomenda-se que na época de reprodução haja uma redução de quatro ou cinco para apenas três fêmeas. O criador não pode se esquecer de fornecer vitaminas às galinhas da angola para que elas se fortaleçam e tenham um melhor desempenho para se reproduzir.

Pintinhos da angola

Galinhas da angola fazem muito barulho. É bom mantê-las longe de animais que preferem ambiente sossegado. Foto: DeviantArt

Assim que nascem, as aves devem ser protegidas de todos os fatores que podem ser prejudiciais ao seu desenvolvimento ou ameaçador a sua sobrevivência. Assim, não podem ficar expostas à umidade e à variação de temperatura, bem como não devem permanecer em ambientes que possam transmitir doenças ou que sejam propícios ao aparecimento de predadores. Vale ressaltar que com aproximadamente uma semana de vida já é possível perceber que as avezinhas são capazes de buscar abrigo por si mesmas. Os filhotes de galinha da angola costumam ser muito agressivos, portanto, devem ficar separados das aves adultas para evitar atritos.

O CPT – Centro de Produções Técnicas tem diversos Cursos na área de Avicultura que dão dicas e informações a respeito da criação desses animais. Especialistas e pesquisadores ensinam passo a passo como proceder com a criação de diferentes raças avícolas. Os cursos auxiliam o criador desde o  planejamento até a comercialização dos produtos fornecidos pelas aves. Eles trazem informações referentes aos sistemas mais favoráveis, às instalações necessárias, às técnicas corretas de manejo, à reprodução, entre outros tópicos de interesse do produtor rural.

Pensando em você, cliente CPT, o Centro de Produções Técnicas disponibiliza gratuitamente um manual prático sobre as principais raças de galinha com fim comercial. Tudo elaborado em linguagem simples e ilustrações para melhor exemplificar o conteúdo.

Portanto, não perca tempo!

 

Por Camila Guimarães Ribeiro

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Manual sobre as Principais Raças de Galinha com fim Comercial

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Bartira Moreira

9 de out de 2019

É normal as galinhas d' angola cantarem de madrugada?

Resposta do Portal Cursos CPT

11 de out de 2019

Olá Bartira Moreira,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

As galinhas d'angola são aves de hábito diurno, sendo assim, o normal é que elas durmam durante a noite, porém, elas tendem a despertar nas primeiras horas do dia. Mas dependendo do horário que elas estejam fazendo barulho, isso pode estar relacionado a algum incômodo que as aves estão tendo durante o período de descanso.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Lourdes

27 de mar de 2019

Olá,gostaria de saber com quantos meses a galinha da angola comessa a cantar?

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de mar de 2019

Olá Lourdes,

Agradecemos a visita e  comentário em nosso site.

Ela começa a cantar na fase adulta, em torno de 4 a 6 meses.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Edicleia Santana e silva

17 de dez de 2018

Tenho umas galinhas de angola que estão fracas das pernas e depois morrem oq é? isso já acontece a três anos?

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de dez de 2018

Olá Edicleia,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Sugerimos que consulte um médico veterinário.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Andrequison neves roque

28 de nov de 2018

Eu queria saber como faco pra saber se ta botando ou esta com ovo na primeira postura

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de nov de 2018

Olá Andrequison,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

A galinha tem uma boa postura, que começa aos seis meses de vida e termina com um ano e meio de idade, chegando a botar oitenta ovos por ano.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Melissa Hristou

26 de abr de 2018

Tenho um filhote de galinha de angola que não come e nem bebe. Fica deitado o dia todo. O que pode estar acontecendo ?

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de abr de 2018

Olá Melissa,

Para mais informações recomendamos que procure um médico veterinário em sua região.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

francisco cruz

30 de mar de 2018

Boa noite! Estou querendo comprar um casal de galinha de angola para deixar no meu jardim que é bem grande e gramado, como forma de estimação. Tenho uma piscina no local. Então tenho dúvidas que não consegui respostas. O que elas comem e a piscina constitui risco às suas vidas? obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de abr de 2018

Olá Francisco,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Inclui desde grãos e hortaliças até insetos. Rações destinadas para aves também alimentam as galinhas-d’angola. Nos primeiros meses de vida, forneça ração especial para acelerar o crescimento e, a partir dos seis meses, introduza uma combinação balanceada de ração com grãos e vegetais. Sirva as refeições três vezes ao dia em comedouros limpos, para não misturar com sobras que podem ter sido fermentadas.

Para um controle mais eficaz, dê preferência para o sistema intensivo, impedindo que as aves se dispersem e vão a lugares onde não deseja.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

 

luiz carlos bernardes

12 de mar de 2018

Boa tarde. Gostaria de saber o que devo fazer para evitar, que as galinha da angola parem de comer o reboco da minha casa na fazenda.

Resposta do Portal Cursos CPT

13 de mar de 2018

Olá Luiz Carlos,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Possivelmente ela está com alguma dificiência nutricional, para mais informações recomendamos que procure uma casa agrícola em sua região.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Robson Rosa Machado

14 de nov de 2017

Olá. Tenho uma pequena criação de galinha de angola, 17 no total, onde 9 são Fêmeas, moro no Rio Grande do Sul e a minha dúvida está no período de postura, dia 9 de outubro apareceu o primeiro ovo de angola, seguido de mais 5, porém após isso os ovos não foram mais depositados, elas estão presas em um pátio com 500 m² e por isso não tem como esconder os ovos, a ração é postura e de boa qualidade, água limpa, o que será que deve estar influenciando para a falta de postura?

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de nov de 2017

Olá, Robson.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Elas podem estar no período de choco. Nessa etapa ocorre a suspensão da postura e dura em torno de 21 dias, se a ave apresenta comportamento mais agressivo, penas eriçadas, canto diferente e permanece mais tempo deitada no ninho ou em algum canto da instalação. Caso o contrário, você deverá procurar um veterinário.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

HIGOR SESANA

5 de set de 2017

Bom dia gostaria de saber tenho 9 galinhola. . Ela estão matando os frangos e frangas tudo do terreiro correndo atrás até matar.o que devo fazer ... porque se não tiver geito tenho que acabar com elas ..

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de set de 2017

Olá, Higor. 

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O ideal seria separar as criações, haja vista que está havendo essa "disputa" pelo território.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Tobias Felizardo de Aguiar

20 de jan de 2017

Gostaria de saber se as galinhas de angola admitem o incesto. é que possuo um casal delas que adquiri nom vendedor e certa vez coloquei os ovos na chocadeira mas não chegaram a chocar, o que poderá ter acontecido?

Resposta do Portal Cursos CPT

20 de jan de 2017

Olá Tobias,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações recomendamos que entre em contato com um médico veterinário em sua região.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!