Novas normativas para leite garantem qualidade ao produto

Uma das normativas determina limites à contagem de células somáticas e contagem bacteriana total no leite cru

Novas normativas para leite garantem qualidade ao produto

Segundo divulgação do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul, o MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, abrirá consulta pública de novas normativas para produtores de leite ainda esse mês. Uma delas determina limites à contagem de células somáticas (CCS) e contagem bacteriana total (CBT) no leite cru distribuído aos laticínios. A outra estabelece que o leite chegue à indústria de laticínios refrigerado a 7°C, e não a 10°C, como ocorre atualmente.

É importante ressaltar que os níveis de CCS e CBT no leite cru serão mantidos, no máximo, em 500 mil células somáticas por mililitro de leite (para CCS) e em 300 mil unidades formadoras de colônias por mililitro de leite (para CBT). “A alteração das contagens de CCS e CBT no leite cru era motivo de preocupação no setor”, afirmam os integrantes do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat-RS).

“É imprescindível que os produtores mantenham a qualidade microbiológica do leite para garantir aos laticínios um produto que não ofereça riscos à saúde do consumidor final. E um programa de higienização bem executado impede a contaminação desde a ordenha até o transporte do leite”, completam Claudia Lúcia de Oliveira Pinto e Nélio José de Andrade, professores do Curso a Distância CPT Higienização na Indústria de Alimentos em Livro+DVD e Online.

A boa notícia é que, a cada dois anos, serão realizadas novas avaliações dos padrões exigidos para o leite, sem a rigidez do calendário adotado até o momento. A nova regulamentação a ser publicada, em breve, para consulta pública, ajudará os produtores de leite do país a se adequarem às normas. “Em caso de dificuldades, eles terão tempo para apresentar justificativas para procederem aos ajustes necessários", comenta Leticia Vieira, consultora de Qualidade do Sindilat-RS.

Em síntese, a nova regulamentação imposta aos produtores será dividida em duas Instruções Normativas (INs). A primeira Instrução Normativa trará diretrizes técnicas para garantir a identidade e qualidade do leite pasteurizado e do leite tipo A. Já a segunda norma ficará a cargo dos demais processos que envolvem o setor– dentre eles, o transporte do leite e a sua distribuição à indústria de laticínios.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Laticínios.

Fonte: revistagloborural.globo.com

Por Andréa Oliveira.

Cursos Relacionados

Curso Higienização na Indústria de Alimentos Curso Higienização na Indústria de Alimentos

Com Prof.ª Claudia Lúcia de Oliveira e Prof. Dr. Nélio de Andrade

R$ 470,00 à vista ou em até 12x de R$ 39,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Instalação de Queijaria e Controle de Qualidade Curso Instalação de Queijaria e Controle de Qualidade

Com Prof. Juliano Gomide Souza

R$ 428,00 à vista ou em até 12x de R$ 35,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Iogurte, Bebida Láctea, Doce de Leite e Requeijão Cremoso  Curso Produção de Iogurte, Bebida Láctea, Doce de Leite e Requeijão Cremoso

Com Prof.ª Célia Ferreira

R$ 428,00 à vista ou em até 12x de R$ 35,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos