WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Fermento tem grande relevância no resultado final da massa

Independente do fermento biológico utilizado, é muito importante frisar que a temperatura é o principal agente que determina como será sua ação na massa

Normalmente, usa-se fermento biológico, que pode ser fresco, seco, ou seco instantâneo.

O fermento é responsável pelo crescimento da massa. Possui microrganismos que se alimentam de açúcar, fazendo sua conversão em outros produtos, como calor, gás carbônico, álcool e outras substâncias. Em panificação, normalmente, usa-se fermento biológico, o qual pode ser de três tipos: fresco, seco, e seco instantâneo.

O primeiro é o mais utilizado nos produtos oferecidos nas padarias, uma vez que se refere a um produto natural de baixa acidez e que preserva o sabor e o aroma derivados do trigo. Além disso, na presença de calor e de alguns componentes produzidos durante a fermentação, faz com que a massa apresente sabor agradável e um belo aspecto visual.

Sabendo-se da importância que a temperatura de conservação exerce na vida-útil do fermento biológico fresco, antes de usá-lo, é importante estar atento a alguns aspectos. A professora Marina Queiroz, no Curso Básico de Panificação, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas dá as dicas. “Um bom fermento não deve apresentar manchas, sinais de perda de umidade, exalar cheiro forte ou ter aspecto amolecido. Se não estiver vencido e apresentar sinais como esses, provavelmente, houve problemas durante sua conservação”.

O fermento biológico seco é extraído do fresco, por meio de secagem ou desidratação. A principal diferença entre eles é que no primeiro não há umidade. Por isso, é menos propenso a estragar durante a estocagem. Para aumentar sua eficiência, precisa ser diluído em água antes de ser adicionado à massa.

“Para avaliar a capacidade fermentativa, pode-se diluir uma pequena quantidade do fermento em água morna. Se estiver em condições de ser utilizado, alguns minutos após a diluição, haverá a presença de bolhas de ar sendo desprendidas”, explica a professora, especialista em panificação.

O fermento biológico seco instantâneo foi desenvolvido a partir do seco ativado. Em média, possui três vezes mais fermento que este último. Por isso, não precisa ser diluído em água para ser utilizado. A quantidade deverá corresponder a aproximadamente ¼ da quantidade de fermento biológico fresco prescrita na fórmula do produto.

Por: Clara Peron.

Curso CPT - Curso Básico de Panificação

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!