Farinha de trigo pode ser especial, comum, integral e gérmen de trigo

Conheça esses quatro tipos de farinha e suas funções na elaboração dos pães

A farinha de trigo é um dos principais ingredientes da panificação, com a função de dar forma e consistência à massa.

Muitos são os ingredientes utilizados em panificação. Dentre eles, existem aqueles que são considerados básicos, uma vez que se encontram presentes em praticamente todos os produtos. A farinha de trigo é um deles e a sua principal função é dar forma e consistência à massa.

A farinha pode se apresentar de quatro formas. A extraída da parte central do endosperma é a farinha especial. Ela apresenta tonalidade mais clara e granulometria mais fina. Os pães feitos com essa parte do grão de trigo ficam mais macios, com miolo mais claro e casca mais lisa.

A farinha comum também é obtida do endosperma, porém na região mais próxima da casca. Por isso, tem uma tonalidade mais escura e granulometria mais grossa. Seu uso resulta na obtenção de produtos com miolo mais escuro, massa um pouco mais grossa e casca menos lisa.

A muito usada para a elaboração de produtos integrais é proveniente da moagem de todo o grão do trigo, ou seja, da casca, do gérmen e do endosperma. O gérmen de trigo vem da moagem da parte reprodutiva da semente. É rico em lipídeos e vitaminas B e E.

Todos os tipos de farinha podem ser classificados em fortes e fracos. A professora Marina Queiroz da HOTEC e coordenadora do curso Básico de Panificação, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas,  diz que “a forte é aquela rica em proteínas, de ótima qualidade, e que, por isso, produz massas bastante consistentes”.

Segundo ela, para ser considerada forte, a farinha precisa possuir de 10,5% a 12% de proteína. E para compensar as perdas nutricionais ocasionadas pela retirada do gérmen dos grãos do trigo, essa farinha pode ser enriquecida com tiamina, riboflavina, niacina e ferro, sendo chamada, por isso, de farinha forte especial. “Por tudo isso, as farinhas fortes especiais são mais caras”, explica a professora no curso do CPT.

Além da farinha de trigo, existem outras que também podem ser utilizadas em panificação. Algumas delas são a farinha de semolina, de araruta, de arroz, de aveia, de centeio, de cevada, de grão de bico, de milho, de soja e de batata.

Por: Ariádine Morgan

Curso CPT - Básico de Panificação

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Mario

14 de jul de 2018

Onde comprar estas farinhas especiais

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de jul de 2018

Olá Maria Carla,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Essas farinhas são encontradas em supermecado.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Inocencio Manuel Tomo.

17 de mar de 2017

Escreva o seu comentário... Estou a fazer segundo ano do curso técnico aduaneiro, mas gostaria de fazer faculdade de tal curso uma vez que em Moçanbique nao tem, oque posso fazer?

Resposta do Portal Cursos CPT

20 de mar de 2017

Olá Inocencio,

Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o curso a distância.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Emanuel

15 de fev de 2017

me ajudou na resposta,obgd s2

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de fev de 2017

Olá, Emanuel!


Agradecemos pela visita e comentário em nosso site. Continue nos visitando! Diariamente postamos conteúdos dos mais diversos temas que muito podem contribuir para o seu aprendizado.


Atenciosamente,

Equipe CPT de Redação

Daniel de souza neto

27 de jun de 2016

Foi muito bom, me esclareceu muitas dúvidas que tenho e trouxe muito mas conhecimento.

Resposta do Portal Cursos CPT

27 de jun de 2016

Olá Daniel,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Ivan A. Barbosa

15 de abr de 2016

Deparo-me no supermercado com as farinhas: - Tradicional tipo 1, comum e especial. - Qual a característica que define as classificações acima? Tradicional Primor: R$ 1,60 Tradicional Vilma: R$ 1,98 Tradicional Dona Benda: 2,98 Tradicional Boa Sorte: 2,98 Considerando a classificação TRADICIONAL TIPO 1, devo entender que a diferença está só no preço ou existe diferença também na qualidade do produto? Atenciosamente. Ivan.

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de abr de 2016

Olá Ivan,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Farinha de Trigo Tipo 1 (a comum que compramos nos supermercados)

Surge da moagem do endosperma do grão de trigo (núcleo branco que corresponde a aproximadamente 75% do grão). É composta principalmente por carboidrato e proteína, o carboidrato principal aqui é o amido. Há uma proteína formada quando a farinha é misturada com água e sofre uma ação de trabalho mecânico, o glúten, responsável pela elasticidade e consistência da massa, que resulta no volume que ocorre no crescimento. A farinha de trigo comum possui baixo teor de glúten, por isso é indicada no preparo de algumas massas e biscoitos.

Farinha de Trigo Integral

Surge da moagem do grão de trigo inteiro e, por conter a casca do grão, é uma farinha mais pesada com enfraquecida ação do glúten. Por essa razão é usual encontrar produtos “integrais” que contém além da farinha de trigo integral, farinha de trigo comum. Essa mistura evita que a massa fique muito densa e não tenha o crescimento adequado.
Contém carboidratos, proteínas, vitaminas, lipídeos, minerais e fibras. Valor nutritivo bem superior ao da farinha de trigo comum.

Farinha de Aveia

Surge da moagem da parte interna do grão de aveia. Cereal que contém carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e fibras. Possui fibras solúveis que ajudam a regular o trânsito intestinal e a diminuir o colesterol total e LDL. Aqui no Brasil, a aveia é processada com o trigo passando a conter traços de glúten, por isso o consumo não é indicado para pessoas celíacas.
Pode ser encontrada em farelo, flocos e farinha de aveia. O farelo possui maior teor de fibras e a farinha o menor.

Farinha de Centeio

Amplamente utilizada na panificação, essa farinha surge da moagem do grão de centeio. É uma ótima fonte de carboidratos complexos (aumentam a saciedade e tornam a digestão mais lenta), proteínas, vitaminas, fibras e minerais. Possui teor de glúten menor que a farinha de trigo integral, por isso também é encontrada em preparações juntamente com a farinha de trigo comum.

Farinha de Arroz

Produto da moagem do grão de arroz, essa farinha pode ser utilizada por celíacos por não conter glúten. É de fácil digestão e possui baixo índice glicêmico. A farinha de arroz substitui a farinha de trigo nas mesmas proporções em diversas preparações, porém pode apresentar textura “arenosa” em algumas, como bolos e biscoitos.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Cursos Relacionados

Curso Segurança Alimentar em Padarias Curso Segurança Alimentar em Padarias

Com Prof.ª Adriana Lara

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Montar e Administrar uma Padaria Curso Como Montar e Administrar uma Padaria

Com Prof. Sebastião Ruiz

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Básico de Panificação Curso Básico de Panificação

Com Prof.ª Marina Queiroz

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Avançado de Decoração de Bolos Curso Avançado de Decoração de Bolos

Com Prof.ª Edna Travizim, Prof.ª Maria Cristina e Prof. Maurício Dell Áquilla

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos