WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Fungos e bactérias: temperatura ideal de desenvolvimento

De modo geral, podemos considerar que a maioria dos microrganismos - fungos e bactérias - se desenvolve bem na faixa de temperatura entre 5°C a 65°C

Fungos e bactérias: temperatura ideal de desenvolvimento   Notícias Cursos CPT

 

Dentre todos os fatores que interferem no desenvolvimento dos microrganismos, a temperatura é o mais importante. “Alguns microrganismos crescem mais rapidamente em altas temperaturas, outros em baixas. Mas, de modo geral, podemos considerar que a maioria dos microrganismos se desenvolve bem na faixa de temperatura entre 5°C a 65°C”, afirma Denise Andrade Khoury, professora do Curso a Distância CPT Produção de Salgados Finos para Festas, em Livro+DVD e Curso Online.

Essa faixa de temperatura é considerada como zona de risco, ou seja, é a faixa de temperatura em que os microrganismos podem se multiplicar e deteriorar os alimentos. Fora dela, ou seja, abaixo de 5°C ou acima de 65°C, temos as zonas de segurança, onde poucos microrganismos desenvolvem. É por isso que os alimentos perecíveis (aqueles que oferecem risco de deterioração rápida) são mantidos refrigerados ou congelados.

“Infelizmente, na zona de risco está a temperatura do nosso corpo e a dos ambientes de manipulação dos alimentos, o que favorece muito o desenvolvimento dos microrganismos”, acrescenta Denise. “Quanto mais tempo um alimento permanecer na zona de risco, maior será a proliferação dos microrganismos no mesmo. Por isso, o binômio tempo e temperatura vem sendo muito pesquisado para controlar, eliminar ou diminuir o número de microrganismos durante o processamento, a manipulação e distribuição dos alimentos.”

Os microrganismos que mais causam surtos de infecções e doenças em seres humanos são as bactérias. Apesar de a maioria delas reproduzir em ambientes com temperatura na faixa da zona de risco, existem algumas que não morrem mesmo quando a temperatura é mantida nas zonas de segurança. De acordo com a especialista, “nessas condições, elas ficam paralisadas, e, quando o ambiente fica propício, elas voltam a se desenvolver. É por isso que alimentos cozidos estragam quando são mantidos fora de ambientes refrigerados e desprotegidos”. Apesar de terem sido submetidos a uma condição de temperatura elevada a tal ponto que coloca o alimento, por determinado tempo, na zona de segurança (assamento ou fritura) essas bactérias não morrem. Assim, “quando o alimento é colocado em outra condição de temperatura, para ser consumido (zona de risco), as bactérias começam a se desenvolver. E, com o passar do tempo, poderão intensificar até comprometer a qualidade do alimento”, finaliza Denise.

As bactérias que causam os maiores surtos de toxinfecção são Salmonellas; Staphylococcus; Clostridium; e Escherichia colli. Já os fungos desenvolvem-se melhor em temperaturas entre 25°C e 30°C, sendo que alguns são considerados psicrófilos, pois preferem temperaturas abaixo de 10°C e poucos crescem na faixa de 55°C a 77°C.ir salgados para festas? Atenção especial à segurança alimentar! Artigos Cursos CPT

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Padaria e Confeitaria.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!