WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Entenda como funciona a medicina ortomolecular

A terapia restabelece o equilíbrio do organismo

 

 Na dieta ortomolecular uma das primeiras ações é trocar gorduras e açúcares por frutas e legumes.

A medicina ortomolecular é um tratamento que tem conquistado muitos pacientes no mundo inteiro. O objetivo da terapia é equilibrar e restabelecer as quantidades de nutrientes do organismo, de modo que os radicais livres sejam neutralizados.

Os radicais livres são pedaços de moléculas que se soltam dos alimentos e não são digeridos ou absorvidos pelo organismo. Nas células eles são oxidados, ou seja, reagem com o oxigênio, gerando um processo de desgaste dentro das organelas celulares. Para entender este processo, basta cortar uma maçã ao meio e ver como ela se deteriora em contato com o ar.

A ideia de reequilibrar o organismo com a medicina ortomolecular pode ser moda agora, mas não é recente. Desde a década de 1960 que o químico Linus Pauling propôs o balanceamento dos nutrientes.

Quem quer aderir à medicina ortomolecular deve seguir duas medidas principais: a reeducação alimentar e a mudança de hábitos de vida. A reeducação alimentar propõe a substituição de alimentos muito calóricos e pouco nutritivos (como gorduras e açúcares) por alimentos mais saudáveis (vegetais, cereais e carboidratos). Neste caso, não só a troca dos alimentos é importante como também a quantidade correta.

A dieta ortomolecular inclui alimentos frescos, naturais, integrais e pouco calóricos. Além disso, podem ser incluídos alguns suplementos, como vitaminas, aminoácidos e outros alimentos fitoterápicos.

Mudar os hábitos implica alimentar-se em horários regulares e pré-definidos, fazer exercícios periódicos, dormir bem, entre outras medidas. Também devem ser evitados agentes químicos externos, como cigarro e álcool. Ou seja, a medicina ortomolecular se preocupa em adotar uma vida saudável como um todo, considerando a rotina do indivíduo como essencial para a saúde, o bem estar e o prolongamento da vida dele.

É preciso consultar um médico especialista para aderir à medicina ortomolecular. Somente ele pode recomendar uma dieta adequada para cada pessoa, tendo em vista que cada um possui necessidades especiais, e quais os melhores exercícios a serem praticados. Apenas esse profissional da saúde pode receitar qualquer tipo de suplemento a partir das carências nutricionais de cada pessoa.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Romualdo G Preto

26 de jun de 2013

Bom dia. Quero emagrecer, porém não como nenhum tipo de verduras ou legumes. Quero tentar a medicina ortomolecular, mas tenho receio de ter que fazer uma dieta na base de legumes e verduras, que não vou conseguir fazer. Existe outro meio de emagrecer fazendo a medicina ortomolecular porém sem essas dietas, porque se eu fizer uma dieta como manda os médicos, vou emagrecer sozinho. Obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de jun de 2013

Olá, Romualdo!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações recomendamos que procure um nutricionista para lhe auxiliar.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!