WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Jackie (2017)

O filme é uma rica reconstrução de época que nos transporta a um dos mais traumatizantes momentos da história dos EUA

Jackie - O Filme

Jacqueline Kennedy (Natalie Portman), inesperadamente viúva, lida com o trauma nos quatro dias posteriores ao assassinato de seu marido, o então presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy.  
 
De certa forma, Jackie é um filme sobre a construção de uma lenda. Sim, é um olhar íntimo sobre a mais famosa Primeira-Dama dos Estados Unidos, se não é do mundo, mas é muito mais um testamento de como Jacqueline "Jackie" Kennedy erigiu sua vida e a de seu marido a um status quase mítico.
 
Natalie Portman dá corpo a uma Jackie Kennedy que, absorvida e imobilizada pelo luto, descobre (talvez conscientemente, dada a forma como o filme a apresenta como uma primeira-dama articulada, embora delicada) que tanto seu futuro quanto o presente do assassinato de Kennedy serão definidos pela imagem política que ela criar publicamente para si mesma. No melhor estilo dos roteiros autoconscientes que fazem subtexto, texto, Jackie fala que realeza é uma questão de tradição e tempo, e o que ela faz para eternizar como primeira-dama, como parte dessa realeza, é reivindicar para si o tempo que tem de assimilar o luto.
 
O resultado do filme é um rico retrato de uma Jackie, abalada, mas forte, apenas alguns dias depois do trágico momento que testemunha, com alguns flashbacks não-lineares para três momentos chave para a condução da história: o famoso tour televisionado de Jackie pela Casa Branca no começo do mandato do marido, o assassinato e os momentos seguintes a ele até o enterro e uma conversa com um padre. O foco é sempre na Primeira Dama, com uma câmera que tenta se aproximar fisicamente ao máximo da personagem, permitindo-nos um grau de intimidade quase desconcertante.
 
Mas o que realmente importa e o que realmente fica é uma rica reconstrução de época que nos transporta a um dos mais traumatizantes momentos da história dos EUA conforme a visão de alguém que estava lá e cuja imagem e exemplo transcenderam em muito a tragédia. Jackie Kennedy recriou a mítica Camelot em meio à sua tristeza e diante de dificuldade extremas. E Natalie Portman, sob as lentes de Larraín, nos mostra como ela fez isso em cada detalhe em uma obra inesquecível como a lenda.
 
Lançamento: Fev/2017.
 
Gênero: Biografia, Drama.
 
Nacionalidade: EUA.
 
Direção: Pablo Larraín.
 
Roteiro: Noah Oppenheim.
 
Elenco: Natalie Portman, Peter Sarsgaard, Greta Gerwig, Billy Crudup, John Hurt, Richard E. Grant, John Carroll Lynch, Beth Grant.
 
Por Ana Carolina dos Santos.
 
Fontes: Adoro Cinema, Omelete, Plano Crítico.

Salvar

Salvar

Salvar

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!