Pizzaiolo e a arte de fazer pizza

A pizza, como a conhecemos hoje, passou por muitas modificações até alcançar sua característica atual

 O pizzaiolo bem treinado não só faz pizzas com maestria mas também atrai clientes

Um pouco de História

A primeira massa assada, com aspecto de pizza, data do século XVI, período em que as crianças comiam uma massa assada, à base de farinha de trigo, com formato circular, mas sem recheio. Mais tarde, no século XVII, esse hábito estendeu-se aos soldados espanhóis, que ocupavam a região de Nápoles, tornando-se os maiores difusores do hábito de comer pizza com as mãos.

 

Com a chegada do século XIX, na mesma região, Nápoles, surgiu a pizza da forma que a conhecemos hoje: uma massa feita à base de farinha de trigo, com formato circular e cobertura. Daí em diante, com o passar dos séculos, inúmeras modificações e/ou melhorias foram acrescentadas ao delicioso produto, atravessando gerações, até chegar aos dias de hoje.

 

Primeiramente, o produto era constituído apenas pela massa, com algumas especiarias, aberta em formato circular e assada. Depois, vieram as “pizzas rosses”, quando as massas passaram a receber uma cobertura de molho de tomate, fruto levado da América para a Europa, muito apreciado, principalmente pela culinária Napolitana.

 

Segundo o professor Wilson Ferreira, especialista em pizza da HOTEC, mais tarde, surgiram as pizzas como conhecemos hoje, as “pizzas modernas” que, além do molho de tomate, passaram a contar com outros ingredientes formando sua cobertura. Com isso, o produto aumentou o seu potencial para ser difundido pelo mundo.

 

Foi no final do século XIX que a pizza chegou ao Brasil, trazida por imigrantes italianos, incorporada rapidamente aos hábitos alimentares da população. Finalmente, com o crescimento industrial, na década de 60, é que as pizzarias conquistaram espaço no mercado.

 

 

Hoje, cabe ao profissional da pizza (pizzaiolo) atender as expectativas do cliente, rápida e eficientemente. Não somente isso, deve seguir todos os aspectos de higiene, mostrando-se criativo no preparo das pizzas, para que o produto tenha qualidade e aceitação dos clientes. Sendo assim, um empreendimento que possuir um pizzaiolo bem treinado enfrentará, em grande igualdade de forças, a grande concorrência, que se torna mais competitiva dia a dia.

 

Apresentação pessoal

 

O bom pizzaiolo deve cuidar do seu visual, estando sempre vestido adequadamente, de preferência com uniforme de cor clara, para que as pessoas possam ter certeza das condições de higiene e limpeza do ambiente. Também deve usar cabelos aparados ou totalmente presos, sem adornos pessoais (brincos, anéis, alianças ou pulseiras). Ou seja, a maneira como se veste será notada pelos clientes os quais irá atender.

 

Pontualidade


Da mesma forma deve chegar ao local de trabalho no horário combinado, mostrando assim respeito aos colegas de trabalho, ao estabelecimento e aos clientes. A verdade é que não é correto priorizar seus afazeres pessoais e sacrificar a sua jornada no trabalho. Este é um ponto importante que demonstra profissionalismo e comprometimento com a organização e com suas obrigações.

 

Cordialidade

 

Também deve ser cordial com seus colegas de trabalho, procurando manter uma atmosfera de respeito no ambiente em que trabalha. Deve saber ouvir as reclamações e tirar proveito disso, sem reclamar. Isso deverá ser para o pizzaiolo um aprendizado. Caso alguém altere a voz, o bom profissional deve manter calma, serenidade e segurança, para evitar conflitos desnecessários.

 

Fale pouco

 

Não somente isso, mas deve evitar conversas desnecessárias e concentrar a atenção em seu trabalho. Principalmente em pizzarias renomadas, devendo ser ágil e bastante atento, pois qualquer deslize comprometerá a qualidade do produto final.

 

Aprimoramentos

 

Jamais deve esquecer que, enquanto está trabalhando, outras pessoas estão aprimorando métodos, desenvolvendo fórmulas, gerando resultados. Então esteja sempre atualizado, pois se hoje você sabe muito, amanhã seu conhecimento poderá estar ultrapassado e se tornar insuficiente, diante das constantes mudanças do mercado.

 

Confira o curso Treinamento de Pizzaiolo, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, para mais informações.

 

Por Andréa Oliveira

 

 

 

 

 

 

Cursos Relacionados

Curso Como Montar uma Pastelaria Curso Como Montar uma Pastelaria

Com Prof. Dr. Renato Cruz

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Treinamento de Pizzaiolo Curso Treinamento de Pizzaiolo

Com Prof. Wilson Ferreira

R$ 498,00 à vista ou em até 12x de R$ 41,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Montar e Administrar uma Pizzaria Curso Como Montar e Administrar uma Pizzaria

Com Prof. Wilson Ferreira

R$ 442,00 à vista ou em até 12x de R$ 36,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Hotelaria

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade