WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Caramujo africano: como eliminá-lo da horta sem o uso de agrotóxicos

Os caramujos aparecem nas hortas por causa de dois fatores básicos: umidade e alimento. Atacam as hortaliças folhosas, como couve e alface, e devem ser exterminados sem o uso de agrotóxico

Caramujo africano

Os caramujos aparecem nas hortas por causa de dois fatores básicos: umidade e alimento. Prato principal, as hortaliças folhosas, como couve e alface, mais comuns de serem encontradas em hortas caseiras, são as mais atacadas por estes moluscos. O resultado pode ser visto a olho nu: furos de vários tamanhos nas folhas, acabando com a possibilidade de comercialização das mesmas e, dependendo do tamanho da infestação, causando sérios prejuízos ao agricultor.

De acordo com João Tessarioli Neto, Doutor em Fitotecnia da ESALQ – USP e professor do Curso CPT Horta Caseira - Implantação e Cultivo, “A produção caseira de hortaliças permite a obtenção de produtos saudáveis e variados. Além de oferecer a satisfação de consumir vegetais frescos, a horta caseira, muito importante para a saúde do ser humano, pode colaborar com uma diminuição sensível de gastos com a aquisição destes produtos em feiras ou supermercados”. Permite, ainda, um maior contato com a natureza durante todo o processo produtivo das diferentes espécies vegetais que poderão ser produzidas.

Para quem ainda não teve sua horta atacada, fiquem sabendo que os caramujos possuem o corpo mole e por onde passam deixam um rastro brilhante. Durante o dia são encontrados debaixo de tábuas, tijolos, entulhos diversos, ou mesmo debaixo das folhas basais das plantas que podem ser atacadas. O controle dessa praga deve ser feito de maneira a evitar a utilização de defensivos agrícolas, usando-se medidas preventivas e medidas curativas.

Veja abaixo algumas curiosidades sobre esse molusco e aprenda como eliminá-lo de sua horta:

1- Como os caramujos africanos surgiram?



Os agricultores, até muito pouco tempo atrás, tinham de lidar apenas com os pequenos caramujos. Atualmente, sua preocupação dobrou, visto que as hortas sofrem o ataque de caramujos de maior tamanho, de origem africana, portanto, conhecidos como caramujos africanos. Os caramujos africanos chegaram ao Brasil com o intuito de substituir o Escargot na alimentação humana. Porém, percebeu-se que esses moluscos podem trazer doenças para a saúde humana, por exemplo, um tipo grave de meningite. Descartados, esses caramujos encontraram no Brasil um ambiente propício para o seu desenvolvimento.

2- Como eliminar os caramujos da horta?



Armadilhas. Isso mesmo; armadilhas que atraem o caramujo. Uma boa dica para atraí-los é usar estopa molhada em cerveja ou leite ou, ainda, berinjela e chuchu. Neste último caso, corta-se os legumes ao meio e espalha-se as metades sobre os canteiros a uma distância de dois a cinco metros uma da outra. Em ambos os casos, os caramujos serão atraídos pelo cheiro. Ao chegarem ao alvo, usarão as armadilhas como esconderijos e por lá ficarão devido a umidade.

3- Qual o melhor horário para espalhar as armadilhas?



As armadilhas deverão ser colocadas nos canteiros à noite, já que esses moluscos têm hábito noturno. Ao amanhecer, o agricultor deverá, como primeira atividade do dia, recolher os moluscos das armadilhas e exterminá-los.

4- Há algum tipo de perigo ao recolher os caramujos?



Sim. Para evitar que o agricultor se contamine, é necessário o uso de luvas.

5- Como exterminar os caramujos recolhidos?



Após serem recolhidos, eles deverão se colocados em um saco plástico, esmagados (com os pés ou pedaços de madeira) e enterrados (sem o plástico e longe de cursos d`água). Para neutralizar os contaminantes que por ventura possuírem, aplica-se cal à cova antes de tampá-la.

6- Após realizar esse ataque a horta ficará livre dos caramujos para sempre?



Não. Poderá ocorrer a incidência da infestação outras vezes. Caso aconteça, o agricultor deverá repetir todo o procedimento, quantas vezes forem necessárias.

É bom ressaltar que as iscas, ou seja, as armadilhas também atraem lesmas e caramujos menores.

Conheça os Cursos CPT da área Horticultura.
Por Silvana Teixeira.
Fonte: Globo Rural.

Salvar

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Cezar Silva

15 de jun. de 2021

Achei um caramujo africano no canteiro de chicória. Devo descartar todas as verduras? Ou posso consumir sem risco a saúde?

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de jun. de 2021

Olá, Cezar Silva

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Para ingerir verduras,frutas ou legumes de plantações que suspeite apresentar a presença de caracóis africanos:
Observe e as folhas estão inteiras,ou seja, se não foram comidas pelos caracóis.
Deixe as verduras,frutas e legumes mergulhados em uma mistura contendo 01colher(sopa) de água sanitária para 01litro de água,durante 30minutos.
Enxágüe muito bem antes de comer.

Atenciosamente,

Erika

Jose Rodrigues

7 de jul. de 2017

Boa noite, para mim foi de grande ajuda a informação sobre o assunto. Eu já tive algumas experiências com o caramujo africano, e não sabia como lidar com isso. Mas a partir de agora, eu já sei como exterminar

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de jul. de 2017

Olá, Jose.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes em ajudar!

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Chico Antunes

11 de jul. de 2016

no Artigo "caramujo-africano-como-elimina-lo-da-horta-sem-o-uso-de-agrotoxicos" A primeira foto é de um caramujo brasilleiro, nativo e protegido pelas leis ambientais. Não causam dano quase nenhum a lavoura pois passam a maior parte dos dias enterrados e a maior parte da alimentação consiste em folhas mortas. Algumas espécies estão seriamente ameaçadas de extinção, não devem ser confundidos com o caramujo africano, essa foto deveria ser retirada. Já a segunda foto, pertence sim a um caramujo africano, está correta como ameaças as lavouras.

Resposta do Portal Cursos CPT

11 de jul. de 2016

Olá Chico,

Agradecemos sua observação e informamos que a imagem foi substituída.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!