WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como é feito o pré-desmame de leitões?

Você pretende ingressar na suinocultura e precisa saber sobre o manejo de leitões antes de desmamá-los? Podemos ajudar!

Como é feito o pré-desmame de leitões    Matérias CPT

 

Você é profissional da área ou pretende ingressar na suinocultura e precisa saber como é feito o manejo de leitões antes de desmamá-los? Podemos ajudar!

Porém, antes de iniciar nossos estudos, consideremos que os animais já passaram pelos cuidados iniciais, por exemplo o corte da cauda, o desgaste dos dentes, a medição contra a anemia entre outros.

Pois bem, vamos lá. “Passadas 24 horas do nascimento dos leitões, é realizado o manejo de 24 horas”, explica Paulo Henrique Reis Furtado Campos, professor do Curso CPT Manejo de Leitões do Nascimento à Terminação. Mas, afinal, o que é isso? Do que se trata?

O manejo de 24 horas que consiste em:


- Avaliar o número de animais nascidos vivos, natimortos e mumificados;
- Avaliar o peso da leitegada.

Quando avaliada de forma individual, a pesagem permite avaliar o peso de cada leitão e também a heterogeneidade da leitegada, isto é, a incidência de animais mais pesados, leves e a média da leitegada.

Essas informações, associadas às das demais leitegadas, ajudam na tomada de decisão referente ao processo de equalização e uniformização das leitegadas, que consiste em distribuir os leitões entre as porcas lactantes, igualando ou tornando próximo o número de leitões por fêmea, de acordo com a capacidade produtiva desta, além do estabelecimento de grupos mais homogêneos de leitões para que todos tenham as melhores oportunidades dentro de uma mesma leitegada.

E como acontece essa uniformização de leitões?


Para o processo de uniformização, reúnem-se os leitões para que haja mistura dos odores para que não haja rejeição pela fêmea. Os leitões devem ficar juntos por aproximadamente 15 minutos, devendo ser soltos em seguida.

É importante observar o comportamento da fêmea com os leitões que ela irá receber, verificando se não haverá rejeição. Caso isso ocorra, é preciso intervir para que o leitão não seja prejudicado.

Um dos desafios da suinocultura está relacionado às fêmeas hiperprolíficas, que parem um número muito grande de filhotes (16 e até 18 leitões), muitas vezes não tendo tetos suficientes. Além disso, são leitegadas heterogêneas, com animais leves e pesados.

Diante disso, é fundamental que seja dada atenção aos animais mais leves, fazendo com que eles recebam o colostro e o leite corretamente, ingerindo os nutrientes necessários durante a lactação, caso contrário, eles chegaram ao desmame ainda com baixo peso.

 

Gostou do assunto? Quer saber mais sobre o Curso CPT? Assista ao vídeo abaixo:


 


Conheça os Cursos CPT da área Suinocultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!