WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

O que reduz custos na alimentação de galinhas caipiras? Piquetes!

Quer reduzir os custos relativos à alimentação e fazer crescer os seus lucros? Organizar piquetes para as galinhas é o segredo


Você é criador de galinhas caipiras e tem ultimamente notado um elevado custo na alimentação de suas aves? Podemos ajudar e a dica da vez é: piquetes!


Isso mesmo. “Se você quer reduzir os custos relativos à alimentação e fazer crescer novamente os seus lucros, organizar piquetes para o pastejo de suas galinhas é o grande segredo”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do Curso CPT Criação de Frango e Galinha Caipira.


E como deve ser um piquete?


O cercado do piquete deve ser feito com tela de arame de no mínimo 1,5 m de altura, com uma mureta de 5 cm junto ao solo, que impeça o contato da tela com o chão. Pode-se utilizar, também, materiais alternativos como cercas de bambu, de madeira, alvenaria e os pré-fabricados, ou até mesmo cercado de pau-a-pique ou de tramas de varas de marmelo, como na região Nordeste. O piquete, normalmente empregado no sistema semi-intensivo, pode também ser utilizado no sistema extensivo.


Quantas aves colocar no piquete?


A taxa de ocupação no sistema semi-intensivo deve ser de no mínimo um metro quadrado por ave, enquanto que para o sistema extensivo, com a ave sendo criada solta, a taxa é de cinco metros quadrados por ave.


Isso é tudo? Não, ainda não. A manutenção do piquete é feita basicamente com os cuidados como:

- a fertilidade do solo,
- a escolha da forrageira mais adequada ao solo da região,
- o respeito à taxa de lotação e
- o tempo de permanência das aves no cercado.


Mas, atenção!


O que reduz custos na alimentação de galinhas caipiras? Piquetes!

Se o piquete for muito grande em relação à quantidade de galinhas, você terá problemas, pois elas irão ficar sempre próximas à área coberta. Isso deixará essa região do piquete desgastada e com maior acúmulo de dejetos, enquanto o restante estará em boas condições, e muitas vezes precisará ser desbastada.


Para alcançar todo o potencial de seu empreendimento e consequentemente o tão desejado lucro, é importante que você, avicultor, tenha conhecimento. Afinal, muitos outros fatores estão atrelados ao sistema de produção de aves, como alimentação, manejo sanitário e corretas instalações, alinhados ao menor custo possível. Fazer cursos de capacitação é fundamental para o seu sucesso.


Conheça, abaixo, algumas dicas para iniciar a sua própria criação de frangos e galinhas caipiras:


- Instalações corretas para a implantação da avicultura
- Galinha Caipira - 6 dicas para iniciar sua criação

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:



Conheça os Cursos da área Avicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!

Precisa de ajuda?