WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Manejo na fase inicial da criação de frangos de corte

Erros no manejo da fase inicial da criação de frangos podem, literalmente, custar caro aos avicultores, impactando nos lucros com a atividade

Pintinhos - imagem ilustrativa

Tadeu Cotta, professor do Curso CPT Produção de Frangos de Corte, destaca que a opção do consumidor brasileiro pelo frango encontra razões tanto do ponto de vista econômico, por ser um alimento relativamente barato, quanto da qualidade nutritiva e da facilidade de preparação culinária.

E, nesse contexto, há uma grande demanda por esse produto, o que tem potencializado cada vez mais a criação desses animais. Entretanto, para que o avicultor consiga obter bons lucros com a sua atividade, ele precisa estar atento a todas as etapas da criação e ao manejo de que cada uma delas necessita.

A fase inicial é uma fase importante e, ao contrário do que muitos produtores acreditam, ela começa antes da chegada dos pintinhos até o local de criação, quando a limpeza e a desinfecção das instalações e equipamentos precisam ser realizadas com todo o cuidado. Além disso, o ambiente precisa estar pronto para receber os frangos.

O manejo inicial assume grande importância em todo o restante da criação, haja vista que um simples erro pode ser capaz de prejudicar o ganho de peso dos animais e comprometer permanentemente a produtividade das aves. Não é um exagero dizer que o desempenho da fase final está intimamente relacionado com o manejo adotado na inicial.

Informações sobre o manejo na fase inicial

Com ciclo de produção relativamente rápido, a primeira semana de vida das aves corresponde a quase 1/5 de todo o período da criação. Como visto, a partir da importância do manejo executado nessa fase, ela é considerada decisiva e crucial na obtenção de um produto de qualidade e adequado ao que o mercado espera.

- Preparação da granja

Com o objetivo de fazer com que os frangos consigam expressar ao máximo o seu potencial produtivo, há toda uma preparação para a sua chegada. Uma das primeiras etapas é o estabelecimento de um período de vazio sanitário – que pode ser de aproximadamente 10 dias – para que, então, tudo possa ser higienizado e abastecido corretamente.

Um dos principais pontos para a criação de pintinhos é a temperatura, o que torna necessário o preaquecimento de aviário e a promoção de uma ventilação mínima. Um dia antes da chegada deles, recomenda-se estabilizar a umidade relativa do galpão e a temperatura, que deve estar em torno de 32°C duas a três horas antes da introdução dos pintinhos.

- O transporte

Alguns aspectos precisam ser observados em relação ao transporte dos pintinhos até a granja onde serão criados. Dado que ele pode durar minutos, horas ou até dias, é fundamental estabelecer condições para que os animais não sofram com esse processo. Um deles é a temperatura, que tem que estar adequada, com a finalidade de evitar que as aves cheguem em estado de estresse térmico ou, ainda, que morram por asfixia.

De forma ideal, no interior das caixas de transporte, a temperatura deve estar em 32°C e a temperatura cloacal pode variar de 40°C a 40,6°C. No que diz respeito à área mínima das caixas, 21cm² por pinto é o padrão, que pode ser seguido ou que pode ser diminuído em épocas mais quentes ou em viagens mais longas.

- O alojamento

Quando alojados, cabe ao avicultor estimular alguns pintinhos a beber água, molhando o bico deles nos bebedouros. Quando eles começarem a se hidratar, as outras aves repetirão o comportamento. A partir do momento em que forem alojados, os pintinhos precisam começar a receber uma alimentação adequada à fase da vida em que se encontram e que consiga suprir todas as necessidades nutricionais deles.

A forma como eles se dispõem no alojamento evidencia aos criadores alguns problemas que podem estar ocorrendo: quando estão todos mais próximos uns aos outros e perto dos aquecedores, o local está frio para eles; quando se aglomeram perto da parede, longe das fontes de calor ou quando se apresentam ofegante, o calor está excessivo. O normal é que haja uma distribuição uniforme dessas aves no local de criação, indicando que a temperatura está correta.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Avicultura:

Produção de Frangos de Corte
Criação Orgânica de Frangos de Corte e Aves de Postura
Avicultura – Produção e Principais Doenças

Fonte: Nutrição e Saúde Animal by Vaccinar – nutricaoesaudeanimal.com.br
por Renato Rodrigues

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Miniguia com as Principais Doenças de Relevância para a Criação de Frangos

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!