Resultados da busca para "lavoura"

Café orgânico - a produtividade da lavoura depende dos conhecimentos sobre o sistema de plantio

Qualquer cafeicultor deseja que seu cultivo tenha alta produtividade. E, para que isso ocorra, é necessário conduzir a lavoura com o máximo de conhecimento sobre os fatores que favorecem o melhor crescimento e desenvolvimento para a maior produção da planta. Um desses fatores essenciais para o sucesso da produção de café orgânico é a boa escolha do local onde se instalará a lavoura. Assim, quanto mais informações sobre o plantio na cafeicultura orgânica, maior será o sucesso e o lucro com o cafezal.

Café - o superadensamento das lavouras cafeeiras

As lavouras cafeeiras podem ser classificadas conforme a densidade de plantas: até três mil plantas por hectare, considera-se espaçamento tradicional; de três a cinco mil plantas, um semiadensamento; entre cinco e 10 mil plantas por hectare, o adensamento; e acima de 10 mil plantas, tem-se o superadensamento. Ainda é possível acrescentar uma outra categoria às lavouras de café, com densidade superior a 20 mil plantas por hectare, que pode ser chamada de hiperadensamento.

Implantação do Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta

O Sistema Agrossilvipastoril integra atividades agrícolas, pecuárias e florestais, simultaneamente, ou em sequência. Em geral, em regiões onde a atividade pecuária já existe, este sistema de integração (ILPF) tem sido muito útil na renovação de pastagens, por meio do plantio consorciado em que a cultura agrícola é usada apenas na fase de implantação. Em seguida, o sistema passa a contar com a pastagem e as árvores manejadas em consórcio. Para incrementar as qualidades ambientais que esse sistema proporciona, além da redução dos custos de implantação, temos o plantio direto.

Tipos de silos para armazenar e conservar excessos de lavouras, pastagens e capineiras

O confinamento é uma ótima alternativa na entressafra, e o sucesso econômico dessa atividade depende estritamente da eficiência de ganho de peso proporcionado pelos animais confinados. Neste sentido, fornecendo-se uma alimentação de qualidade, durante todo o ano, garante-se um bom desempenho a todo o rebanho, possibilitando rentabilidade ao pecuarista. A boa dica, então, é utilizar os excessos de produção de lavouras, pastagens e capineiras, no período de chuvas, conservados para serem utilizados em épocas de menor fartura de forragem. Essa conservação, por sua vez, pode ser feita em silos ou na forma de fenos.

Integração lavoura-pecuária-floresta recupera pastos degradados

Medida considerada revolucionária no Brasil, a tecnologia de integração lavoura-pecuária-floresta mostrou-se realmente eficiente em recuperar pastos degradados para a produção agropecuária sustentável. E não pense que a novidade é recente, ela já vem sendo aplicada em diversas fazendas no Brasil e teve seu início 30 anos atrás, principalmente no cerrado.

Por que a produtividade da lavoura depende do solo?

A produtividade da lavoura depende das condições biológicas, químicas e físicas do solo, juntamente com a capacidade genética da planta e das práticas agrícolas empregadas (PRIMAVESI, 1979). A raiz é a parte da planta que, em contato com o solo, é responsável pela absorção de nutrientes, pelo abastecimento de água, pela assimilação de substâncias de crescimento e antibióticos do solo. Assim, o bom desenvolvimento radicular é condição primordial para o desenvolvimento e produtividade da planta como um todo (PRIMAVESI, 1979).

Integração Lavoura-Pecuária: como reduzir a compactação do solo por pisoteio do gado

O sistema de integração entre culturas permite a implantação de pastagens a um menor custo e/ou a recuperação de áreas degradadas, normalmente sem uso na propriedade, que podem se tornar produtivas. Mas é preciso adotar algumas medidas para reduzir o pisoteio do gado no solo.

Café - podas na lavoura superadensada

As podas nos cafeeiros superadensados parecem ser a maior incógnita entre todos os tratos culturais. Elas têm sido feitas na lavouras adensadas e superadensadas de maneira bastante variada. As podas utilizadas na cafeicultura são o decote e a recepa. No decote, faz-se uma poda alta, em torno de um metro e meio de altura, eliminando-se a parte superior da planta, como mostra a figura abaixo. Esta poda é feita em todas as plantas, logo após a colheita de um ano de grande produção e é recomendada para cafezais que começam a fechar, mas não sofreram maior perda de saia.

Café - pragas e doenças da lavoura superadensada

Uma das características das plantas em uma lavoura superadensada é a perda da saia. Esta característica de copa traz implicações bastante variadas com respeito às práticas de manejo do cafezal. Isto porque dificulta a ocorrência de algumas pragas e doenças, mas facilita a ocorrência de outras. Com relação a doenças, três exemplos se destacam: a phoma e a cercóspora são favorecidas pela maior umidade sob a copa dos cafeeiros.

É ou não é viável investir em lavouras orgânicas?

Algumas questões básicas devem ser bem definidas antes de se investir em agricultura orgânica, a fim de evitar surpresas desagradáveis. Além disso, um estudo prévio sobre as viabilidades facilitarão o trabalho do agricultor, pois quando o planejamento esclarece bem os objetivos e as metas, sendo bem definidas as particularidades do espaço e do mercado, as chances de sucesso são maiores.

Atendimento Online
Quer Facilidade