WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Safra de canola deve subir 6,7%

Oleaginosa pode ser usada como alternativa para a produção de biodiesel

 

 No Brasil, a canola é cultivada principalmente no Rio Grande do Sul e no Mato Grosso do Sul. Foto: Deviantart.

Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra 2012/2013 de canola deve chegar a 55,5 mil toneladas, um aumento de 6,7% em relação à anterior, quando foram colhidas 52 mil toneladas. O órgão informou que o aumento da colheita ocorrerá por causa do aumento da produtividade, já que a área plantada reduziu em 4,5%, passando de 42,4 mil hectares para 40,5 mil.

O aumento da produção de canola deve-se tanto ao crescimento do consumo do óleo comestível quanto à aplicação dele para a produção de biodiesel. Vários testes demonstraram que a canola é uma boa alternativa para o uso como biocombustível. Isso foi destacado pelo coordenador de Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), João Abreu. Segundo ele, a demanda só tende a aumentar, e o Mapa pretende encontrar as melhores formas para supri-la.

João Abreu ressaltou que o cultivo da oleaginosa é bastante vantajoso para o produtor. Ele explicou que o mercado da canola é bem determinado, o que ajuda na hora da comercialização, pois os produtores podem vender diretamente para as empresas de biodiesel e por um preço muito bom.

Os maiores produtores nacionais de canola são os estados do Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. A oleaginosa é típica de clima frio, por isso costuma ser cultivada em rotação com a soja. O teor de óleo da planta é de 40%, sendo que contém outros 38% de proteína, por isso também é bastante empregada na fabricação de ração animal.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!