WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Carne de ovinos pode ser usada na alimentação escolar

Carne mais magra e com preço bem acessível pode ser uma boa opção para produtores e escolas

 

De acordo com a Emater, a carne de ovinos poderia ser usada para a alimentação escolar.

De acordo com a Emater, a carne de ovinos poderia ser usada para a alimentação escolar.

Saudável e muito nutritiva, a carne de ovinos possui praticamente os mesmos nutrientes que a de gado. No entanto, é bem mais magra. Este é um dos motivos que a fazem uma boa opção para ser utilizada na alimentação escolar. É o que defende a gerente do escritório regional da Emater/RS em Santa Maria, Clélia Brum Lovato. Segundo ela, a carne pode ser usada em muitas receitas e ser inserida no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O médico veterinário Luiz Ignácio Jacques, do escritório regional da Emater em Arroio Grande, afirmou que há um mercado emergente nos municípios onde já existe a criação de ovinos. Segundo ele, a carne pode ser usada em muitas receitas e o próprio modo de preparo e conservação da carne viabiliza a utilização dela nas escolas.

Para isso, Jacques destacou que a carne dos ovinos deve receber um tratamento especial para um melhor aproveitamento da carcaça. Ele explicou que, para o uso na merenda escolar, a carne deve ser cortada em porções individuais, diferentemente do que acontece em casa ou em restaurantes, onde a carne é armazenada e servida em forma de paleta ou em quarto.

Clélia Lovato esclareceu ainda que é preciso existir uma boa parceria entre as prefeituras e os abatedouros para que a carne dos ovinos seja uma realidade na merenda escolar. Já os produtores reclamam que faltam locais adequados para o abate, pois a maioria dos frigoríficos não está preparada para receber a produção.

No entanto, os mesmos produtores acreditam que a criação de ovinos é um bom negócio, pois os custos de produção são bem menores do que da criação de gado ou outra produção animal. Além disso, o retorno é mais rápido, já que o animal demora bem menos tempo para chegar à fase adulta e o mercado é receptivo.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!