WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Contenção de bovinos

A contenção de bovinos implica no derrubamento do animal, para que um determinado tipo de imobilização seja realizado

A contenção de bovinos é utilizada para coleta de sêmen bovinos.

A contenção de bovinos é utilizada para coleta de sêmen bovinos.

A prática de contenção de bovinos é extremamente necessária e utilizada regularmente em todos os locais onde se trabalhe com esses animais. Tanto os técnicos, os fazendeiros, os peões, os médicos veterinários ou qualquer um que necessite que animais fiquem em total ou parcialmente contidos ou imobilizados, terão de adotar procedimentos de contenção.

A contenção de bovinos é utilizada em fazendas, sítios, abatedouros, pode ser realizada de diversas maneiras e, muitas vezes, implica no derrubamento do animal, para que um determinado tipo de imobilização seja realizado.

Trata-se de um procedimento realizado em qualquer animal, para os mais diversos fins, que vão desde a necessidade de um simples exame, aplicação de medicamentos, abate e muitos outros. Em um grande bovino ou mesmo em bezerros, esses procedimentos requerem técnicas mais específicas, pois não é tão simples imobilizar um touro, por exemplo, no “braço”.

No caso dos bovinos, os métodos de contenção mais utilizados são aqueles destinados à prevenção de coices, imobilização para descorna, coleta de sêmen, castração, entre outros.

De modo geral, os bovinos leiteiros são mais dóceis e calmos, mas não se deve confiar nos touros. Mesmo o bovino considerado como de índole pacífica, deve ser contido com firmeza, pois não merece confiança, sendo, por vezes traiçoeiro. E mesmo os animais que já estão acostumados à contenção, quando manuseados, ficam assustados ou com medo, tornando-se inquietos e por vezes agressivos.

Todas as vezes que for necessário conter um animal, se isto for feito com ele em pé, deve-se, colocá-lo em um tronco imobilizador ou brete, e, se necessário derrubá-lo em local limpo, macio, usando-se o mínimo de força física possível, para que ele não caia bruscamente, evitando simples escoriações ou até mesmo fraturas.

São muitas as formas de contenção, as quais utilizam cordas, guias nasais, esteios, cercas, piquetes, cangalhas, entre outros. Cada método deve ser utilizado corretamente, apenas visando a tarefa a ser realizada. O cuidado é muito importante, para que não aconteçam acidentes que venham a machucar ou ferir o animal.

O criador, funcionário ou técnico deve se informar sobre os métodos mais indicados às suas necessidades e praticar, com o auxílio de alguém com uma boa experiência. Tentar aprender sem orientação poderá acarretar prejuízos ou danos, mesmo na própria pessoa.

 

Aprimore seus conhecimentos. Conheça os Cursos CPT da área Gado de corte

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!