WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Ciclo produtivo de uma vaca de leite

Entenda como funciona o ciclo produtivo de uma vaca leiteira

Ciclo produtivo de uma vaca de leite      Artigos CPT

A pecuária leiteira encontra-se em fase de transição, passando de um modelo extrativista para uma pecuária competitiva, tendo, assim, de produzir de forma eficiente e com baixo custo. A eficiência é um dos principais fatores que influenciam a produtividade do rebanho leiteiro. Fatores nutricionais, sanitários e problemas na identificação do cio contribuem para atraso no retorno à atividade ovariana pós-parto, maior período de serviço e de intervalo entre parto, redução no período de lactação e menor produção de bezerros por ano e durante sua vida útil. Consequentemente, os custos de produção são elevados pela manutenção de animais com baixa produção no rebanho.

Para se obterem padrões ideais de eficiência reprodutiva, o intervalo de partos ideal é de 365 dias (12 a 12,5 meses). Para que isso ocorra, observa-se, que, para um período de gestação de 284 dias (9,5 meses), o período de serviço deve ser de 81 dias. Nesse caso, as vacas apresentarão um parto por ano, o que é muito difícil de se obter mesmo nos melhores sistemas de produção de leite.

Depois do parto, a vaca passa até 24 horas com o bezerro.

Depois do parto, a vaca passa até 24 horas com o bezerro.

 

Período de serviço


O período de serviço é um importante momento do ciclo produtivo da vaca de leite, que antecede a próxima fecundação (F), ou seja, aquele que vai do parto à próxima fecundação. Esse período se divide em período puerperal (PP), quando ocorre a involução uterina, isto é, a recomposição do sistema genital, principalmente do útero e o serviço (S) propriamente dito, em que o touro está cobrindo a fêmea.

Um problema ocorrido durante o parto ou mesmo nutricional pode prejudicar fortemente essa fase da criação. A sua importância é fundamental para a lucratividade da fazenda, pois, quanto maior for o período de serviço, maior será o intervalo de partos.

Um período de serviço acima de 60 dias significa que o manejo pós-parto é deficitário. Esse índice é importante, pois dele depende o intervalo de partos, que é um dos mais importantes indicadores da eficiência reprodutiva do rebanho.

Intervalos entre partos


O intervalo entre partos é uma das mais importantes fases ligadas à reprodução, para a criação animal. Ele depende de todas as práticas de manejo, seja nutricional, reprodutiva ou sanitária. Quanto maior for o intervalo de partos, menor será a produtividade do animal, acarretando prejuízos ao comprometer a eficiência reprodutiva do rebanho.

Assim, muita atenção deve ser dada à recuperação do parto, bem como à alimentação, antes e depois dele e, à utilização de reprodutores saudáveis. Esses cuidados interferem diretamente no ciclo reprodutivo do animal, alterando o intervalo de partos. Toda vaca deve parir uma cria por ano. Caso isso não aconteça, deve-se concentrar esforços na identificação das causas. O intervalo de partos é o termômetro fisiológico da reprodução, pois um problema ocorrido no passado pode refletir nessa fase e, consequentemente, na relação custo-benefício da criação.

Para que a fêmea produza uma cria por ano, que é o ideal, o período de serviço não pode ultrapassar 120 dias. Estima-se que o período puerperal se completa, na maioria dos casos, até os 40 dias, então, é perfeitamente possível atingir-se essa meta, desde que haja um bom manejo. Conclui-se, assim, que o sucesso na criação depende de manejo, e por conseguinte, é totalmente dependente do homem.

Um intervalo de parto acima de 365 dias, compromete bastante a eficiência reprodutiva do rebanho, pois fica fora da relação considerada ótima de uma cria, por ano, por fêmea. O parto põe fim à gestação, quando um bezerro ou uma bezerra nasce, fazendo com que a vaca produza leite, e garantindo a continuidade do rebanho. Para chegar até aí, entretanto, a vaca, ou a novilha, se for o caso, recebe uma série de cuidados, vivendo uma rotina bastante particular. Quando submetida ao desaleitamento, ou desmama precoce, o fornecimento de um bom concentrado é fator chave para a performance da novilha.

No caso de uma novilha, depois que ela atinge o peso de cobertura (350 e 330 Kg de peso vivo, respectivamente, para a raça Holandesa e outra mestiça, obtidas pelo seu cruzamento com uma raça zebuína), ao final da etapa de recria, a novilha, ao apresentar o cio, será coberta por um touro ou inseminada artificialmente. Entre os 40 e 60 dias após a cobertura ou inseminação, é feito o diagnóstico de gestação, e, se a concepção for confirmada, essa fêmea passa a ser manejada junto às vacas secas ou, se há animais em número suficiente, num lote apenas de novilhas, que receberão alimentação para continuar ganhando peso para chegar ao parto com a meta de peso adequado à sua genética.

Em torno de três a quatro semanas antes do parto, ela poderá ser manejada junto ao lote de vacas em lactação. Essa transferência é indicada para permitir a adaptação da novilha à nova dieta e, principalmente, para adaptação à rotina de ordenha das vacas em lactação. Geralmente, essas vacas consomem uma dieta contendo mais concentrado, e são manejadas, no mínimo, duas vezes por dia para as ordenhas. Poucos dias antes do parto, a novilha é levada para uma baia maternidade, no caso de confinamento, ou para o pasto maternidade, onde ocorrerá o nascimento da cria. A alimentação fornecida será a mesma das vacas em produção.

Depois do parto, a vaca passa até 24 horas com o bezerro, que é, então, apartado, passando a ser manejada junto às vacas em lactação. Se o rebanho estiver dividido em lotes, para alimentação diferenciada conforme a produção, a fêmea primípara, ou seja, que pariu pela primeira vez, receberá a mesma alimentação do grupo de maior produção.

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Leite.
Por: Andréa de Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

César Martins de Paula

7 de mar. de 2021

Aprendi muito com essa matéria. Obrigado pelo bom trabalho!

Resposta do Portal Cursos CPT

10 de mar. de 2021

Olá, César Martins

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Ficamos felizes em saber que você gostou de nosso artigo.

Em breve, uma das nossas consultoras entrará em contato com informações e esclarecimentos sobre os cursos que serão fundamentais para o seu aprendizado.

Atenciosamente,
Erika

Daniela

31 de mai. de 2020

ola, queria saber o ano que esse post foi publicado

Bolívar Mena Barreto

28 de out. de 2019

Bem interesante o conteudo. Muito proveito

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de nov. de 2019

Olá, Bolívar 

Como vai?

Ficamos felizes em saber que o nosso artigo contribuiu para o seu conhecimento.

O CPT disponibiliza diversos cursos na área de gado de leite e ao adquiri-los você terá a oportunidade de se capacitar ainda mais na área.

Acesse o link https://www.cpt.com.br/cursos-bovinos-gadodeleite  e confira os cursos que temos na área.

Atenciosamente,

Erika Lopes

Antenor Laurentino Medeiros Neto

29 de set. de 2019

Muito importante estas orientações, principalmente para mim, que não tenho nenhuma assistência técnica.

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de out. de 2019

Olá Antenor Laurentino Medeiros Neto,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes em saber que gostou do nosso artigo, e que ele esclareceu suas dúvidas sobre o ciclo produtivo das vacas.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Jesualdo Neves

15 de set. de 2019

Conteúdo muito abrangente e consistente. Parabéns pela matéria.

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de set. de 2019

Olá Jusualdo Neves,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes em saber que gostou da nossa matéria, sempre buscamos produzir conteúdos relevantes para os nossos leitores.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Wagna Meire da Silva

4 de mar. de 2019

Amei esse material ! Me ajudou muito na minha pesquisa . Muito obrigada!

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de mar. de 2019

Olá, Wagna!

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Lorena Tolomelli

Edmilson gomes garcia

31 de jan. de 2019

Muito boa éssa matéria, ajuda muito pessoas q estão no ramo

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de fev. de 2019

Olá Edmilson,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

 

Cesar

4 de ago. de 2018

Bom e eficiente otexto

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de ago. de 2018

Olá Cesar,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Abel fernandes

10 de mai. de 2018

Gotei muito bom comteudo

Resposta do Portal Cursos CPT

11 de mai. de 2018

Olá Abel,

Ficamos super felizes que tenha gostado do nosso conteúdo. Não deixe de nos visitar constantemente publicamos novos asssuntos relacionados.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

valdete pedroso

30 de dez. de 2017

achei o conteúdo esclarecedor

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!