WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Antes de entrar para o ramo da jardinagem, responda

O trabalho de implantação e manutenção de jardins exige, além do conhecimento técnico, do bom gosto e da dedicação, uma série de instrumentos e ferramentas que devem estar sempre à mão e bem conservados

Antes de entrar para o ramo da jardinagem, responda   Artigos CPT

Antes de entrar para o ramo da jardinagem, responda: você tem todas as ferramentas para trabalhar corretamente? “Saiba que o trabalho de implantação e manutenção de jardins exige, além do conhecimento técnico, do bom gosto e da dedicação, uma série de instrumentos e ferramentas que devem estar sempre à mão e bem conservados”, explica Eduardo Elias da Silva, Professor do Curso CPT Treinamento de Jardineiro.

Estes instrumentos são específicos e variam de acordo com a natureza do trabalho a ser realizado. Dessa forma, para o preparo do terreno e a implantação do jardim, será preciso utilizar determinadas ferramentas, e para os trabalhos rotineiros de manutenção serão necessárias outras. No entanto, existem ferramentas de uso comum e que são fundamentais em todas as etapas de trabalho, como enxadas, pás, tesouras de poda e outras. A primeira habilidade do profissional nesta questão é saber identificar o instrumento e saber sua serventia.

A seguir, a relação das principais ferramentas e equipamentos necessários ao trabalho de jardinagem com suas características e funções:


Abafador – cobre o ouvido, protegendo-o de ruídos mais fortes.
Ancinho – utilizado para limpeza de folhas caídas, escarificação e, também, para espalhar a terra dando acabamento final ao plantio.
Aparadores de gramas – estes podem ser encontrados nos mais diferentes modelos e formatos, sendo utilizados, como o próprio nome já diz, para aparar gramados.
Arara – ferramenta com a parte de corte assemelhando-se a um bico de arara, que, quando presa a uma haste, como, por exemplo: uma vara de bambu, ou alongável, em fibra ou metal, serve para cortar ramos em pontas de galhos altos de arbustos ou árvores.
Arrancadores de plantas – são utilizados para facilitar o arranquio de pequenas plantas, com o objetivo de não danificar seu sistema radicular. São as chamadas vangas ou pás retas.
Canivetes para enxerto – são canivetes de formato e lâminas especiais, utilizados para facilitar o “enxerto de borbulha”.
Carrinho de mão – é uma peça fundamental no trabalho de jardinagem, sendo utilizado para o transporte de quase todo o tipo de materiais, desde mudas até terra e restos.
Cavadeira de boca - composta por duas partes articuladas, serve para, na abertura de buracos, simultaneamente retirar a terra.
Cavadeira comum - composta por uma só lâmina de corte, presa a um cabo que pode ser de madeira ou metal, usada para abrir buracos, fazer transplante, recortar bordo de gramado etc.
Enxada – é utilizada na capina do mato baixo e, também, para escavar e revolver a terra, para espalhar e misturar adubos, terra ou matéria orgânica. Podem variar em peso e em forma, sendo que a mais utilizada é a de duas libras e meia de peso.
Enxadão – é uma variação da enxada, sendo que esta apresenta uma lâmina mais espessa e mais estreita, além do cabo ser menor e seu encaixe formar um ângulo quase reto com a lâmina. É utilizada para escavar terrenos compactos e muito resistentes, além de servir na abertura de covas e transplante de mudas.
Escarificadores – são aquelas ferramentas (garfos e sachos de diferentes formatos) utilizadas para capina, para o arranquio de plantas daninhas e para afofar o terreno em locais recém-plantados, onde não se pode utilizar a enxada.
Escovas de aço – utilizadas para a limpeza de troncos de árvores e de pisos com lodo.
Facão – para corte de materiais lenhosos.
Firmino – também chamado de despraguejador, tem a função de, literalmente, retirar o mal pela raiz, pois elimina as ervas daninhas cortando-as pela raiz.
Foice – é utilizada para desbravar o terreno, promovendo o corte baixo do mato, preparando-o para a capina. Pode ser utilizada também para a abertura de piquetes, para o corte de arbustos e de galhos finos.
Forcado – garfo grande que permite ajuntar galhos, mato roçado ou capinado e outros detritos, deixando a terra para trás.
Formão – lâmina metálica com cabo normalmente de madeira, usado para acabamento, quando da poda de galhos em árvores.
Mangueira para regar – equipamento utilizado para efetuar a rega das plantas.
Máscara de carvão – usada como proteção do sistema respiratório (cobrindo o nariz e a boca), quando da aplicação de defensivos, por exemplo.
Moto-poda - máquinas para a poda de árvores e arbustos que, com possibilidade de alongamento do cabo, possibilita a poda de galhos altos.
Óculos de proteção – usados para proteger os olhos de pós, partículas sólidas ou líquidas e durante pulverizações ou o trabalho com roçadeiras.
– as pás podem ser encontradas em diferentes e variados modelos. São utilizadas com vários objetivos, dentre eles transportar por pequenas distâncias pequenos volumes de terra, restos e lixo.
Pá direita – esse tipo de pá se diferencia das demais por sua lâmina que é mais plana, estreita e densa, e é usada para revolver e escavar a terra. Substitui com vantagens o enxadão.
Perneira – feita de material resistente com reforço de aço oferece proteção às pernas durante operações com roçadeiras, pontas de galhos, ataque de cobras ou aranhas.
Plantadores – são utilizados para facilitar o plantio de mudas.
Podão – tesoura com cabo alongado (aprox. 50 cm) e lâminas com aço especial que serve para cortar galhos grossos.
Protetor auricular – usado para proteção contra o barulho produzido por alguns equipamentos no trabalho, como motosserras e outros.
Pulverizador (costais ou manuais) – é utilizado para aplicar defensivos, ou adubos líquidos, quando necessário.
Regadores – são utilizados para a rega de pequenas jardineiras, vasos ou canteiros.
Serrote de poda – normalmente curvo, é usado na poda de galhos durante a poda.
Soquete – é uma espécie de peso de madeira utilizado para compactar a terra em vias de acesso ou promover uma boa aderência das placas de grama ao solo.
Tesouras de podas – são encontradas com diferentes formas e utilidades, sendo que há um modelo para cada finalidade: para aparar gramados e cercas vivas; para as podas de conformação; para limpeza; para a colheita de flores etc.
Tesourão - é utilizado na poda de plantas que requerem aparas regulares, como no caso das cercas vivas e dos gramados. Com ele é possível trabalhar as formas das plantas com maior facilidade, porque corta vários ramos ao mesmo tempo. O ângulo formado entre as lâminas e o cabo permite o corte reto, desde que a ferramenta seja empunhada de maneira correta, facilitando o trabalho.
Vassouras – no caso de jardins, pode-se usar vassouras grandes, daquelas utilizadas em limpeza de vias públicas.
Vassoura de aço – usadas na varredura de gramados ou para juntar folhas caídas no chão, por exemplo.
Viseira – para proteção de todo o rosto, durante operações com roçadeira.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


Projetando um jardim ecológico? Saiba mais sobre ele!

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Jardinagem e Paisagismo.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!