WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Turno de rega na irrigação: quais os tipos e como calcular?

O turno de rega determina a frequência da irrigação e o volume de água a ser reposto ou armazenado no solo

Turno de rega na irrigação: quais os tipos e como calcular?

A irrigação supre as plantas de água conforme as suas necessidades. Daí a importância de se fazer um bom manejo de irrigação. Para isso, temos o cálculo do turno de rega, que determina a frequência da irrigação e o volume de água a ser reposto ou armazenado no solo, de acordo com os parâmetros edafoclimáticos, as demandas hídricas das culturas e as características operacionais dos sistemas de irrigação.

A definição do turno de rega é imprescindível para que o desenvolvimento das plantas não seja comprometido por excesso ou déficit de água. Entretanto, tudo depende da análise do tipo de solo, do clima, da planta e do sistema de irrigação utilizado.

O turno de rega corresponde aos dias de reserva de água no solo, o bastante para suprir as exigências das plantas, sem prejudicar o seu desenvolvimento. Para isso, a umidade do solo deve ser igual ou maior que a umidade mínima determinada pelo fator de disponibilidade de água no solo.

Tipos de turno de rega


São dois os tipos de turno de rega na irrigação. No turno de rega fixo, o número de dias entre duas irrigações consecutivas não muda. Ele é ideal para áreas com baixa precipitação pluvial e a maior parte da água é suprida pela irrigação. Já no turno de rega variável, o número de dias entre duas irrigações consecutivas muda e a irrigação depende da capacidade de armazenamento de água no solo.

Cálculo do turno de rega


Embora existam muitas fórmulas para determinar o turno de rega ideal para cada cultura, a mais utilizada é a que calcula a disponibilidade total da água no solo (DTA). Por meio dessa fórmula, o DTA é definido subtraindo a capacidade de campo pelo ponto de murchamento. Depois, multiplica-se o resultado pela densidade do solo. Vejamos a fórmula: DTA = (Cc - Pm) x dap

Outra forma de obter esse valor é dividindo a irrigação necessária pela evaporação da cultura. Quanto ao valor em dias do turno de rega, ele pode ser definido pela divisão entre a capacidade real de água no solo pela evapotranspiração potencial da cultura.

Quanto a técnica é realizada em conjunto com irrigação suplementar, o valor obtido pode ser calculado dividindo a capacidade real de água pela diferença entre a evapotranspiração potencial e a precipitação provável efetiva.

Como podemos notar, o turno de rega exige preparo profissional e conhecimento aprofundado para utilizar a técnica da forma adequada, com total domínio do manejo de irrigação, para alcançar melhores resultados.

Conheça os Cursos CPT da Área Irrigação:

Manejo de Irrigação - Quando e Quanto Irrigar

Projeto de Irrigação por Aspersão

Projeto de Irrigação Localizada

Fonte: revistaagropecuaria.com.br

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Guia Básico de Irrigação

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!