WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Esquenta Black Friday 25%OFF nos cursos online

Descubra agora como cultivar rosas orgânicas

Existem mais de 30 mil variedades de rosas, em todo o mundo, cultivadas da forma tradicional ou orgânica

Descubra agora como cultivar rosas orgânicas

“Existem mais de 30 mil variedades de rosas, em todo o mundo, com diferentes aspectos, tamanhos e formatos, cultivadas da forma tradicional ou orgânica. Na verdade, esse grande número de espécies permitiu obter novos híbridos e variedades. Atualmente, são encontradas roseiras com grande diversidade estrutural, dentre elas, as arbustivas, as trepadeiras, as miniaturas”, comenta José Geraldo Barbosa, professor do Curso CPT Como Produzir Rosas.

Época de plantio e espaçamento


rosas arbustivas de 30 centímetros, como as minirroseiras, e as rosas trepadeiras de cerca de 3,0 metros. Sem falar das rosas híbridas com mais de 1,0 metro. Para escolher o melhor local para o cultivo de rosas, é importante saber qual tipo de roseira plantar. Quando cultivadas em canteiros, o espaçamento recomendado (entre plantas) é de 0,30 metro (minirroseiras); 1,0 metro (trepadeiras); e 60 centímetros para (híbridas).

Quanto à melhor época de plantio de roseiras, ela se estende da segunda metade do outono até a primeira metade da primavera. Até mesmo porque essas flores não toleram meses com temperaturas excessivamente elevadas.

Temperatura, fotoperíodo e solo


A faixa de temperatura ideal para cultivar rosas deve variar entre 25°C a 30°C. A área escolhida deve apresentar bom arejamento e muita luminosidade, pois as roseiras requerem um fotoperíodo de 7 horas diárias de sol (no mínimo). Além disso, as rosas devem ser cultivadas em solo argiloso, bem drenado, com alta fertilidade e pH entre 6,5 a 7.

Adubação orgânica


A adubação deve ser realizada, ao fim da primavera, após a poda de inverno, para a roseira se desenvolver com vigor e com mais brotações. O adubo orgânico pode ser caseiro, preparado com esterco curtido, misturado à farinha de ossos e à torta de mamona. Ele deve ser distribuído ao redor das roseiras para nutrir bem as plantas.

Regas


As regas devem ser diárias na fase em que a roseira ainda não tiver florescido. Entretanto, deve-se irrigar o solo de modo que ele não fique encharcado. Após a primeira floração da roseira, as regas devem diminuir (inverno: apenas uma vez por semana/verão: duas vezes por semana). Deve-se ter o cuidado de não molhar as flores para evitar um ambiente propício a fungos.

Podas


Após um ano do plantio da roseira, a primeira poda deve ser realizada. O procedimento é feito de julho a agosto. Depois, as podas são feitas anualmente. Outra prática importante é a poda de limpeza para que a roseira não pare de florescer. No procedimento, cortam-se três folhas abaixo do botão floral.

Conheça os Cursos CPT da Área Floricultura:

Como Produzir Rosas

Produção Comercial de Lírios, Gladíolos e Amaryllis

Produção Comercial de Strelítzia, Agapanto e Hemerocale

Fonte: Ciclo Vivo - ciclovivo.com.br

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!