WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quais as pragas e doenças mais comuns em roseiras?

Mesmo com cuidados, é comum o surgimento de pragas e doenças em roseiras, que precisam de controle imediato

Quais as pragas e doenças mais comuns em roseiras?

“O cultivo de rosas chama a atenção, seja como fonte de renda seja como ornamento de casas e jardins. No entanto, não se trata apenas de plantá-las, é preciso conhecimento de métodos para destinar todo o cuidado que o cultivo de rosas demanda. Ainda assim, é comum o surgimento de pragas e doenças em roseiras, que precisam de controle imediato”, ressalta José Geraldo Barbosa, professor do Curso CPT Como Produzir Rosas.

Praga: ácaro


Insetos tão diminutos que quase não se pode notá-los, os ácaros colonizam as extremidades das plantas. Quando infestam as roseiras, surge uma espécie de teia fina. Assim como os afídeos, eles sugam a seiva das roseiras até o amarelecimento das folhas. Para evitar que essa praga ataque a roseira, pulverize as folhas com água bem cedo. Em alguns casos, será necessário pulverizar um inseticida caseiro à base de água e sabão ou óleo mineral.

Praga: afídeo


Insetos com variações de cor preta, verde, vermelha e rosa, os afídeos se agrupam na superfície e nas laterais das folhas novas e dos brotos das roseiras. São 250 espécies existentes, que sugam a seiva das plantas. O pior disso tudo é que essa praga é vetor de um vírus, que compromete a saúde das flores, das folhas e dos caules da roseira. Para afugentar essa praga, basta fazer jorrar um bom jato de água nas roseiras. Em casos de maior infestação, use inseticida caseiro à base de água e sabão.

Doença: ferrugem


A ferrugem é uma das doenças mais agressivas à roseira. Ao ser acometida por esse mal, surgem manchas amarelas na superfície e nas laterais das folhas da planta. Quando a doença está em estágio avançado, as folhas não recuperam a pigmentação e caem. Essas folhas com ferrugem devem ser removidas e eliminadas para não passar para as demais roseiras. Na fase de crescimento da planta, é importante realizar a aplicação de enxofre, ou outro fungicida de origem orgânica, como medida preventiva.

Doença: mancha negra


Quando o fungo da mancha negra acomete a roseira, as franjas das folhas menores ganham uma coloração preta e castanha até à sua queda posterior. Da mesma forma que na ferrugem, essas folhas doentes devem ser removidas e descartadas para não contaminarem as demais roseiras. Depois, a recomendação é pulverizar óleo de sódio nas folhas como medida preventiva ao ataque do terrível fungo.

Doença: oídio


O oídio é uma doença que deforma as folhas, os brotos e os caules das roseiras. Para eliminar os esporos do fungo e diminuir a contaminação, é importante regar as roseiras, pela manhã, no sentido de cima para baixo. Entretanto, há casos muito avançados da enfermidade, que exigem cuidados mais agressivos, como o uso de fungicidas químicos (triforine), prescritos por engenheiro agrônomo.

Conheça os Cursos CPT da Área Floricultura:

Como Produzir Rosas

Produção Comercial de Strelítzia, Agapanto e Hemerocale

Produção Comercial de Antúrio, Helicônia e Spathiphyllum

Fonte: omeujardim.com

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Guia Básico de Irrigação

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Márcia dazzi

22 de set. de 2021

Estou perdendo minhas roseiras o broto nasce com uns 5cm e seca....as folhas grandes secam de fora pra dentro o que pode ser?

Resposta do Portal Cursos CPT

22 de set. de 2021

Olá, Márcia! Como vai?             

Como é bom saber que há pessoas que se interessam em aprimorar seus conhecimentos!

Fico feliz com sua visita. Em breve, uma de nossas consultoras entrará em contato com você, ok?!

Forte abraço!       

Marcela Teixeira.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!