WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quando devo colocar ferraduras no cavalo? Em que momento?

A necessidade do ferrageamento de um equino surge, geralmente, durante a doma

Quando devo colocar ferraduras no cavalo? Em que momento?   Artigos Cursos CPT

 

A necessidade do ferrageamento de um equino surge, geralmente, durante a doma. Conforme a função que o animal desempenha, o treinamento será feito em diferentes tiços de terrenos e pisos, sob a pressão de esforços crescentes. “Nesse momento, a proteção dos cascos contra contusões com o solo torna-se indispensável”, afirma Fábio Furquim Corrêa, professor do Curso a Distância CPT Casqueamento e Ferrageamento de Equinos.

No caso de potros atletas, usados em práticas esportivas, o ferrageamento deve ser feito logo que se inicia a doma, quando os animais são iniciados no trote e passam a galopar nas pistas. Já no caso de potros usados para sela e trabalho, a estratégia usada pode ser diferente. Nesse caso, o mais comum é o uso de animais de raças com cascos mais fortes e a foma ser feita em terrenos mais leves. Nessa condição, a colocação das primeiras ferraduras pode ser feita quando chegar o memento de os potros serem montados.

Também é possível que os potros recebam ferraduras com o objetivo de corrigir defeitos de primo ou no tratamento de afecções dos cascos, situações em que mais frequentemente há orientação de um médico veterinário. Da mesma maneira, éguas em reprodução, mantidas na pastagem, podem receber ferraduras terapêuticas.

O intervalo entre cada ferrageamento vai variar conforme o tipo e a qualidade das ferraduras utilizadas. Também influenciam o tipo de atividade que o cavalo exerce e de terreno onde trabalha, sendo que, nas atividades esportivas, particularmente nos cavalos de corrida, a frequência das trocas é maior, em função da quantidade e da intensidade das provas. Já nos cavalos de passeio, que são montados predominantemente nos finais de semana, os intervalos de substituição são maiores, sendo aconselhável estabelecer como momento da troca a verificação de perdas ou de desgaste das ferraduras.

Exceto no caso de perda ou verificação de desgaste, em geral, a periodicidade da troca tende a ser a mesma do casqueamento. Isso porque, para a aparação dos cascos, faz-se necessária a retirada da ferradura, momento em que elas podem ser mais bem examinadas. O ideal será casquear e ferragear os animais a casa 5 a 6 semanas.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


Afinal, na prática, o que é o casqueamento de cavalos?
Casqueador: você conhece o cavalo em partes?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT da área Criação de Cavalos.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!