WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cursos da Área Curso Planejamento Alimentar em Sistema de Pastejo - Para Gado de Leite e Corte Curso Nutrição de Bovinos de Corte Curso Cria de Bezerros de Corte Curso Bovinos de Corte em Confinamento - Instalações, Produção de Alimentos e Escolha dos Animais Curso Como Avaliar Bovinos de Corte para Compra e Seleção Curso Instalações e Equipamentos para Pecuária de Corte Curso Recria de Bezerros de Corte Curso Como Aumentar a Rentabilidade na Pecuária de Corte Curso Manejo Racional de Gado para Vaqueiro Curso Bovinos de Corte em Confinamento - Manejo e Gerenciamento Curso Transferência de Embriões e Fertilização in Vitro Curso Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose Curso Enquanto o Veterinário Não Chega - Atendimento a Bovinos Curso Casqueamento e Correção de Aprumos em Bovinos Curso Melhoramento Genético de Gado de Corte Curso Como Fazer uma Estação de Monta Curso Pastoreio de Lotação Rotacionada para Gado de Leite e Corte Curso Técnicas para Produzir mais Bezerros Curso Avaliação e Tipificação de Carcaças Bovinas Curso Cruzamento Industrial Red Angus X Nelore Curso Terminação de Bovinos em Pasto Curso Produção de Novilho Superprecoce Curso Criação de Touros Curso Produção de Novilho Precoce Curso Cruzamento Industrial Limousin X Nelore Áreas Afins 37Gado de Leite 17Pastagens e Alimentação Animal Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

Especialista: indícios do efeito macho em bovinos são contraditórios

Os indícios do "efeito macho" em bovinos são contraditórios (Lamb, 2004). Novilhas expostas a touros não atingiram a puberdade mais cedo do que outras não expostas

Especialista: indícios do efeito macho em bovinos são contraditórios   Artigos CPT

De acordo com Lamb (2004), a maioria dos estudos sugere que talvez o "efeito macho" ocorreria através de percepções olfativas na forma de feromônios transmitidos do macho para a fêmea, o que aumenta os pulsos de LH e induz uma onda pré-ovulatória desse hormônio e a ovulação, explica José Olavo Borges Mendes Júnior, professor do Curso CPT Técnicas para Produzir mais Bezerros. Contudo, o mecanismo exato através do qual a presença do touro ativa os processos fisiológicos que iniciam a retomada dos ciclos estrais não foi esclarecido, pois outros indícios mostram que nem a progesterona nem o LH nas vacas são afetados pela presença do touro. (Lamb, 2004)

“Os indícios do "efeito macho" em bovinos são contraditórios.” (Lamb, 2004). Novilhas expostas a touros não atingiram a puberdade mais cedo do que outras não expostas. Porém a exposição de vacas de corte no período pós-parto a touros ou vacas androgenizadas encurtaram o anestro pós-parto." (Lamb, 2004)

Trabalhos desenvolvidos no sudoeste da África concluíram que, em rebanhos onde se tem a presença de touro, cerca de 10% das vacas entram em cio, semanalmente, enquanto em outros rebanhos, compostos só de fêmeas, esse número ficava bem abaixo (Lamb, 2004). Estudos mais detalhados sobre o efeito da presença do macho concluem que este atua a favor da liberação de gonadotrofinas em fêmeas, estimulando o estro e a ovulação. Ainda em bovinos, a interação de fêmeas também afeta a atividade ovariana induzindo o estro. Uma fêmea em estro pode sincronizar outras do mesmo grupo social. Além desses fatores, tem-se verificado que a alta densidade populacional provoca o aumento da atividade sexual em bovinos, mesmo se tratando de animais de mesmo sexo.

Em criações super-extensivas, porém, o efeito bioestimulante fundamentado apenas no odor talvez não seja suficiente, podendo ser necessário maior estimulação visual, táctil e auditiva, para se promover um aumento da porcentagem de ovulação. Alguns criadores do pantanal promovem agrupamento do rebanho com dupla finalidade: cura dos bezerros e o "esquentamento" do gado. O "esquentamento" nada mais é do que uma bioestimulação, tentando aproximar touros e vacas, e, com isso, aumentar a fertilidade do rebanho em grandes extensões.

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!