WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Raças de canários de cor: lipocrômicos e outros

Os canários lipocrômicos possuem um pigmento chamado lipocromo e ausência de melanina; outros já possuem esse pigmento

Raças de canários de cor: lipocrômicos e outros

 

Os canários lipocrômicos possuem um pigmento chamado lipocromo e ausência de melanina. O  canário mais conhecido deste grupo é o Canário Amarelo. Dentre as cores deste grupo, há outras classificações, como intenso (amarelo intenso), vermelho (vermelho nevado), amarelo (amarelo marfim nevado), entre outras belíssimas cores.

Canários Lipocrômicos

CANÁRIO AMARELO

O Canário Amarelo é a base de todas as outras cores lipocrômicas, que se desenvolveu devido à ausência dos fatores melânicos.

Cores possíveis do Canário Amarelo: amarelo intenso, amarelo nevado e amarelo mosaico.

CANÁRIO VERMELHO

Originado do Cardinalito da Venezuela, o Canário Vermelho possui pigmentação vermelha brilhante que cobre toda a plumagem.

Cores possíveis do Canário Vermelho: vermelho intenso, vermelho nevado e vermelho mosaico.

CANÁRIO BRANCO DOMINANTE

O Canário Branco Dominante possui ausência de pigmentação amarela. Entretanto, há indícios de coloração amarela nas rêmiges nas tectrizes.

CANÁRIO BRANCO RECESSIVO
 
O Canário Branco Recessivo é totalmente branco, devido à ausência de pigmentação amarela.

CANÁRIO LIPOCRÔMICO MARFIM
 
O Canário Lipocrômico Marfim apresenta coloração pastel, mas de forma diluída.

Cores possíveis do Canário Lipocrômico Marfim: amarelo marfim intenso, amarelo marfim nevado, amarelo marfim mosaico, vermelho marfim intenso, vermelho marfim nevado, vermelho marfim mosaico e marfim branco dominante.

CANÁRIO LIPOCRÔMICO DE OLHOS VERMELHOS

Os olhos vermelhos do Canário Lipocrômico de Olhos Vermelhos vêm de mutações que ocorreram no s Canários Rubino e Satinet.

Cores possíveis do Canário Lipocrômico de Olhos Vermelhos: amarelo lutino intenso, amarelo lutino nevado, amarelo lutino mosaico, amarelo lutino marfim intenso, amarelo lutino marfim nevado, amarelo lutino marfim mosaico, vermelho rubino intenso, vermelho rubino nevado, vermelho rubino mosaico, vermelho rubino marfim intenso, vermelho rubino marfim nevado, vermelho rubino marfim mosaico, branco albino dominante e branco albino recessivo.

Outros canários de cor

CANÁRIO ÁGATA TOPÁZIO

Os Canários Ágata Topázio possuem fator independente e recessivo, com feomelanina o mais reduzida possível. As penas possuem contornos amplos e claros, os flancos são marcados e os olhos são negros. Já o bico, as patas e unhas são cor carne e os rêmiges e as retrizes são bem marcadas, com concentração de melanina preta.

Cores possíveis do Canário Ágata Topázio: ágata topázio amarelo intenso, ágata topázio amarelo não intenso, ágata topázio amarelo mosaico, ágata topázio amarelo marfim intenso, ágata topázio amarelo marfim não intenso, ágata topázio amarelo marfim mosaico, ágata topázio vermelho intenso, ágata topázio vermelho não intenso, ágata topázio vermelho mosaico, ágata topázio vermelho marfim intenso, ágata topázio vermelho marfim não intenso, ágata topázio vermelho marfim mosaico, ágata topázio branco dominante e ágata topázio branco recessivo.

CANÁRIO TOPÁZIO

Nos Canários Topázio, a eumelanina se concentra junto ao centro das penas, gerando contornos claros nas penas maiores. Isso ocorre pela redução da eumelanina negra e da feomelanina. Tais pássros também possuem os olhos vermelhos.

CANÁRIO ISABELINO

Os Canários Isabelinos são originários dos cruzamentos (ágata x canela). Apresentam em seu dorso bastões finos, não paralelos, interrompidos de cor bege. Apresentam, também, as mesmas categorias das cores descritas anteriormente.

CANÁRIO FEO (PHEO)

Os Canários Pheo não apresentam bastões e sim uma pigmentação das bordas das penas. A esse pigmento damos o nome de feomelanina. Quanto mais larga a feomelanina melhor, de preferência, sem dar a impressão de formar bastões. A feomelanina é de cor marrom e quanto maior a sua intensidade melhor.

Estes pássaros apresentam olhos vermelhos. Devem ser evitados o cruzamento entre feos, já que ocorre alta mortalidade de filhotes ao nascer. Não apresentam as mutações pastel e opalino. Deve-se cruzá-los com pássaros canelas ou do grupo negro marrom oxidados, que é pouco usado atualmente. A sua genética é autossômica recessiva.

CANÁRIO ACETINADO

Os Canários Acetinados são canários de olhos vermelhos que apresentam ausência de Feomelanina. Seus bastões devem ser largos, paralelos e de cor marrom, evidenciando um belo contraste entre os bastões e a cor de fundo. De maneira geral, parece ser um canela de olhos vermelhos. Devem ser cruzados com canelas. Sua genética é ligada ao sexo. Não apresentam mutação pastel e opalina. Devem ser evitados os cruzamentos entre acetinados, já que ocorre grande mortalidade de seus filhotes ao nascer.

CANÁRIO DE ASA CINZA

Os Canários de Asa Cinza são originados a partir de negro marrom pastel. Apresentam uma diluição da melanina (dupla diluição) das penas da rêmige e da retrizes. É preferível os pássaros que não apresentam bastões e sim bolinhas negras no dorso. Eles têm bico e pés de cor escura. Não apresentam as mutações pastel e opalino. Devem ser cruzados com canários negros marrons normais ou pastéis.

Por Andréa Oliveira.

Fonte: www.canarios.com.sapo.pt

Conheça mais sobre aves exóticas e silvestres, acessando os Cursos CPT, da área Aves Exóticas, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Entre eles, destacam-se:

Curso CPT Criação Comercial de Canários de Cor e Porte

Curso cpt Criação Comercial de Canário da Terra (Chapinha)

Curso CPT Os Segredos da Criação e Comercialização de Agapornis

Curso CPT Criação de Periquitos Australianos

Raças de Canários de cor: lipocrômicos e outros

 

Os canários lipocrômicos possuem um pigmento chamado lipocromo e ausência de melanina; outros já possuem esse pigmento

 

Os canários lipocrômicos possuem um pigmento chamado lipocromo e ausência de melanina. O canário mais conhecido deste grupo é o Canário Amarelo. Dentre as cores deste grupo, há outras classificações, como intenso (amarelo intenso), vermelho (vermelho nevado), amarelo (amarelo marfim nevado), entre outras belíssimas cores.

 

CANÁRIO AMARELO

 

O Canário Amarelo é a base de todas as outras cores lipocrômicas, que se desenvolveu devido à ausência dos fatores melânicos.

 

Cores possíveis do Canário Amarelo: amarelo intenso, amarelo nevado e amarelo mosaico.

 

CANÁRIO VERMELHO

 

Originado do Cardinalito da Venezuela, o Canário Vermelho possui pigmentação vermelha brilhante que cobre toda a plumagem.

 

Cores possíveis do Canário Vermelho: vermelho intenso, vermelho nevado e vermelho mosaico.

 

CANÁRIO BRANCO DOMINANTE

 

O Canário Branco Dominante possui ausência de pigmentação amarela. Entretanto, há indícios de coloração amarela nas rêmiges nas tectrizes.

 

CANÁRIO BRANCO RECESSIVO

 

O Canário Branco Recessivo é totalmente branco, devido à ausência de pigmentação amarela.

 

CANÁRIO LIPOCRÔMICO MARFIM

 

O Canário Lipocrômico Marfim apresenta coloração pastel, mas de forma diluída.

 

Cores possíveis do Canário Lipocrômico Marfim: amarelo marfim intenso, amarelo marfim nevado, amarelo marfim mosaico, vermelho marfim intenso, vermelho marfim nevado, vermelho marfim mosaico e marfim branco dominante.

 

CANÁRIO LIPOCRÔMICO DE OLHOS VERMELHOS

 

Os olhos vermelhos do Canário Lipocrômico de Olhos Vermelhos vêm de mutações que ocorreram no s Canários Rubino e Satinet.

 

Cores possíveis do Canário Lipocrômico de Olhos Vermelhos: amarelo lutino intenso, amarelo lutino nevado, amarelo lutino mosaico, amarelo lutino marfim intenso, amarelo lutino marfim nevado, amarelo lutino marfim mosaico, vermelho rubino intenso, vermelho rubino nevado, vermelho rubino mosaico, vermelho rubino marfim intenso, vermelho rubino marfim nevado, vermelho rubino marfim mosaico, branco albino dominante e branco albino recessivo.

 

OUTROS CANÁRIOS DE COR

 

CANÁRIO ÁGATA TOPÁZIO

 

Os canários ágata topázio possuem fator independente e recessivo, com feomelanina o mais reduzida possível. As penas possuem contornos amplos e claros, os flancos são marcados e os olhos são negros. Já o bico, as patas e unhas são cor carne e os rêmiges e as retrizes são bem marcadas, com concentração de melanina preta.

 

Cores possíveis do Canário Ágata Topázio: ágata topázio amarelo intenso , ágata topázio amarelo não intenso , ágata topázio amarelo mosaico , ágata topázio amarelo marfim intenso , ágata topázio amarelo marfim não intenso , ágata topázio amarelo marfim mosaico , ágata topázio vermelho intenso , ágata topázio vermelho não intenso, ágata topázio vermelho mosaico , ágata topázio vermelho marfim intenso, ágata topázio vermelho marfim não intenso, ágata topázio vermelho marfim mosaico , ágata topázio branco dominante e ágata topázio branco recessivo.

 

CANÁRIO TOPÁZIO

 

Nos Canários Topázio, a eumelanina se concentra junto ao centro das penas, gerando contornos claros nas penas maiores. Isso ocorre pela redução da eumelanina negra e da feomelanina. Tais pássros também possuem os olhos vermelhos.

 

CANÁRIO ISABELINO

 

Os Isabelinos são originários dos cruzamentos (ágata x canela). Apresentam em seu dorso bastões finos, não paralelos, interrompidos de cor bege. Apresentam, também, as mesmas categorias das cores descritas anteriormente.

 

CANÁRIO FEO (PHEO)

 

Os Canários Pheo não apresentam bastões e sim uma pigmentação das bordas das penas. A esse pigmento damos o nome de Feomelanina. Quanto mais larga a Feomelanina melhor, de preferência, sem dar a impressão de formar bastões. A Feomelanina é de cor marrom e quanto maior a sua intensidade melhor.

 

Estes pássaros apresentam olhos vermelhos. Devem ser evitados o cruzamento entre feos, já que ocorre alta mortalidade de filhotes ao nascer. Não apresentam as mutações pastel e opalino. Deve-se cruzá-los com pássaros canelas ou do grupo negro marrom oxidados, que é pouco usado atualmente. A sua genética é autossômica recessiva.

 

CANÁRIO ACETINADO

 

Os acetinados são canários de olhos vermelhos que apresentam ausência de Feomelanina. Seus bastões devem ser largos, paralelos e de cor marrom, evidenciando um belo contraste entre os bastões e a cor de fundo. De maneira geral, parece ser um canela de olhos vermelhos. Devem ser cruzados com canelas. Sua genética é ligada ao sexo. Não apresentam mutação pastel e opalina. Devem ser evitados os cruzamentos entre acetinados, já que ocorre grande mortalidade de seus filhotes ao nascer.

 

CANÁRIO DE ASA CINZA

 

São canários originados a partir de negro marrom pastel. Apresentam uma diluição da melanina (dupla diluição) das penas da rêmige e da retrizes. É preferível os pássaros que não apresentam bastões e sim bolinhas negras no dorso. Eles têm bico e pés de cor escura. Não apresentam as mutações pastel e opalino. Devem ser cruzados com canários negros marrons normais ou pastéis.

 

Por Andréa Oliveira.

 

Fonte: www.canarios.com.sapo.pt

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!