WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Principais doenças em Agapornis

De forma geral, os Agapornis são bastante resistentes a qualquer tipo de doenças e outras condições ambientais.

De forma geral, os Agapornis são bastante resistentes a qualquer tipo de doenças e outras condições ambientais.

Apesar de serem bem resistentes a doenças, é necessário um bom controle sanitário e uma boa alimentação para manter o criadouro livre de qualquer doença ou infecção. A alimentação deve ser balanceada e os alimentos guardados em local fresco. As gaiolas exigem uma boa limpeza semanal e de preferência com fundo falso para que os Agapornis não pisem em suas fezes e urinas. Além disso, é importante a troca de água todos os dias e lavar a gaiola uma vez na semana.

"O Agapornis, de maneira geral é uma ave muito resistente, porém sujeito a doenças respiratórias, principalmente no período de início da muda (fins de novembro) até o fins de fevereiro; época em que a oscilação entre a baixa umidade e a alta umidade se dá no mesmo dia (nas chuvas)", explica o professor Paul Richard do Curso Os Segredos da Criação e Comercialização de Agapornis.

Tipos de doenças mais recorrentes:


 - Tumores: apresenta causas variadas, podendo ser até pela genética. Não há muitas alternativas do que se pode fazer.

 - Aspergilose: Causada por fungos, é conhecida também por pneumonia micótica. Atinge o sistema respiratório e pode chegar até no sistema nervoso dependendo do caso. Possui tratamento difícil e a melhor forma de controle é a prevenção.

 - Clamidiose: Doença atinge diversas espécies, em que as aves contaminam outros animais, mas o contrário não acontece. Os sintomas são muito variáveis e as aves podem desenvolver a doença muito tempo depois do contágio principalmente pelo estresse.

 - Ornithonyssus: é um parasita que se alimenta de sangue. Assumem uma coloração preta ou arroxeada, após alimentar-se, sendo facilmente percebida sobre as penas. Ataca o homem, quando em contato com as aves, sendo que picadas causam coceiras por várias horas. Por serem sugadores de sangue, sua principal causa é a anemia. O tratamento é feito por meio de um spray específico, que deve ser usado, tanto nas aves como nos ninhos, nas gaiolas e em outros locais que possam servir de esconderijo.

 - Asma: a causa mais comum é uma gaiola suja e colocada em locais impróprios, ocasionando condições para inflamação nos órgãos respiratórios. O principal sintoma é a respiração penosa e abrindo o bico como se estivesse arfando. Essa doença não é totalmente curável. Um tratamento eficaz é pingar duas gotas de iodo no bebedouro.

 - Anemia: na maioria das vezes, aparece em pássaros atacados por piolhos e traças ou com alguma deficiência alimentar. Os sintomas são: o bico, as pernas e as pálpebras pálidas. O corpo magro e ataques de tremores são constantes. O tratamento é a base de uma boa alimentação rica em proteínas.

Um conselho importante, a qualquer sinal de anormalidade com os pássaros, é não fazer medicação por conta própria. Um veterinário deve ser sempre consultado em caso de dúvidas.

Gostou dessa matéria? Quer saber mais sobre os Cursos CPT? Assista ao vídeo:


Conheça os Cursos CPT da área Pequenas Criações.
Por Anna Luiza Mariquito.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!