Resultados da busca para "4-doencas-de-animais-que-vivem-em-lixoes"

Abatedouro de animais silvestres - as condições e o estado sanitário dos animais

As condições e o estado sanitário dos animais silvestres a serem abatidos devem ser inspecionados diariamente. Um dos motivos é não deixar que os animais padeçam e sofram o que caracteriza extrema crueldade para com os mesmos e o outro motivo é para que o produto comercializado, após o abate, chegue ao mercado consumidor com a máxima qualidade possível.

Abatedouro de animais silvestres - higienização das instalações e equipamentos

Todos nós sabemos da importância dos alimentos em nossas vidas. São deles que o nosso corpo obtém as vitaminas, sais minerais, as gorduras, os nutrientes, os carboidratos e parte da água necessária para manter o corpo saudável. No entanto, não se pode ignorar que os alimentos, mesmo quando se tratar do consumo de animais silvestres, podem nos causar grandes transtornos quando manipulados de forma inadequada, transmitindo-nos uma infinidade de doenças. Se cuidados básicos não forem tomados durante o abate desses animais, eles sofrerão contaminações, seja por meio das instalações, seja por meio dos equipamentos utilizados durante o abate, no armazenamento, entre outros. Sendo assim, faz-se necessário que se tome todas as precauções possíveis no que diz respeito aos seguintes quesitos:

Pulga - parasita externo causador de desconforto e transmissor de doenças aos cães

As pulgas, nome popular dado aos sifonápteros (Siphonaptera), são uma ordem de insetos sem asas. Parasitas externos, elas se alimentam do sangue de aves e mamíferos, principalmente cães, podendo perfeitamente transmitir perigosas doenças, como o tifo e a peste bubónica aos animais. Sua maior incidência se dá sobre animais de estimação, também chamados de hospedeiros, como o gato, o cachorro, entre outros. Por meio deles, as pulgas garantem sua alimentação e segurança, permanecendo toda a sua vida. Além das incômodas picadas, elas transmitem vermes, parasita hematófagos e podem induzir a processos alérgicos, diminuindo a qualidade de vida dos animais. Devido a sua grande habilidade de saltar, uma pulga é capaz de pular a um metro de distância (200 vezes o próprio tamanho), o que lhe permite passar de um hospedeiro a outro com a maior facilidade. Dependendo da espécie, seu tamanho pode chegar a 5 mm de comprimento. É interessante, então, tanto para donos de canis quanto para os manates de animais, que se saiba tudo sobre as pulgas, como se alimentam, como é o seu ciclo de vida, como evitar as infestações, as principais espécies de maior interesse dos médicos e veterinários e, também, como devem proceder as medidas de controle desse terrível parasita.

Doenças aviárias do tipo virose

Várias doenças atacam as aves. A maioria delas são respiratórias. Quando bem tratadas e tendo o manejo correto, tornam-se muito mais resistentes a esses fatores patogênicos. A prevenção de algumas doenças pode ser feita por meio de vacinas, no entanto, nem todas possuem essa proteção. As principais doenças aviárias são:

Doenças da Seringueira - Antracnose do Painel e Cancro da Haste

A Antracnose do Painel é uma doença do tronco, do painel de sangria da seringueira, causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides, presente, principalmente, nos seringais dos Estados de São Paulo e Mato Grosso. Os sintomas se assemelham aos do cancro estriado.

Plantação de tomate - doenças causadas por bactérias

Muitos alimentos são jogados fora, porque não atendem ao padrão para a sua comercialização. Entre os fatores que influenciam diretamente na perda dos alimentos estão as doenças. O tomateiro pode ser atacado por diversas doenças, causadas por fungos, bactérias, nematoides ou vírus. Pode, também, apresentar distúrbios fisiológicos causados por falta ou excesso de nutrientes, falta ou excesso de água no solo, exposição excessiva ao sol e outros fatores ambientais.

Doenças e parasitas em abelhas? Como assim? Existe mesmo isso?

O apicultor deve estar atento a doenças. As abelhas, assim como todos os demais animais, sofrem com doenças variadas, e com a presença de parasitas. “Apesar de poucas e não muito frequentes, algumas delas podem ocorrer no Brasil e o apicultor deve buscar apoio para controlá-las”, afirma Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, professor do Curso a Distância CPT Produção de Pólen e Geleia Real, em Livro+DVD e Curso Online.

Doenças aviárias do tipo bacteriose

Algumas doenças aviárias são causadas por bactérias. Bactérias são organismos unicelulares, de tamanho muito pequeno. Os tipos de doenças aviárias, causadas por elas, podem ser facilmente controladas pelo uso de antibióticos. No caso dos humanos, os antibióticos devem ser usados com muita cautela, pois desenvolvem imunidade antibiótica. Um programa de sanidade, bem planejado e manejado, deve existir no combate contra essas doenças. Um esquema de vacinação deve ser empregado, paralelamente a um programa sanitário contínuo, com um manejo correto diário.

Farmácia Viva - uma solução saudável para as doenças comuns

Ter acesso à uma vida saudável e balanceada tem se tornado, cada vez mais, um projeto de vida do brasileiro. A busca pela qualidade de vida não se limita apenas às questões como alimentação, moradia e passeios, ela também tem atraído milhares de pessoas no que diz respeito aos cuidados com o corpo e, consequentemente, com a saúde.

Doenças do maracujá - controle da Bacteriose

A bacteriose é uma doença causada pela bactéria Xanthomonas campestris pv passiflorae Per, sendo uma das doenças mais importantes da cultura, especialmente quando associada à Antracnose. As lesões geralmente são mais facilmente perceptíveis nas folhagens internas da planta. Começam no limbo por pequenas pontuações translúcidas de aspecto aquoso, que depois evoluem para uma coloração mais escura, quando então podem tomar diversos formatos, dificilmente arredondados, e com o tamanho médio de 3 a 4 mm.

Atendimento Online
Quer Facilidade