WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cuidar de orquídeas envolve poda, irrigação e adubação

A irrigação é um dos fatores mais importantes no cultivo das orquídeas. É preferível que a planta sofra pela falta de água que pelo excesso

O excesso de luz pode prejudicar algumas plantas.

As orquídeas exercem um fascínio natural com suas cores e formas. Produtores e pesquisadores estão sempre desenvolvendo flores híbridas, cruzando-as em busca de novas colorações e formatos. Mas para que estejam bonitas e saudáveis é preciso realizar inspeções constantes, a fim de verificar se há alguma anormalidade.

Manter limpos todos os equipamentos necessários ao cultivo, inclusive a bancada de trabalho, é outro passo essencial. A tesoura de poda deve ser esterilizada toda vez que for usada. Nunca  reutilize vasos sem que antes esses recebam uma boa limpeza com água, sabão e desinfetante, que pode ser água sanitária.

O professor Waldyr Fochi Endsfeldz, recomenda no curso Cultivo de Orquídeas, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas,  que “flores, bulbos e folhas secas ou doentes devem ser retiradas periodicamente. Arranque, também, o mato e as raízes secas. Se a planta estiver com uma aparência descorada e fraca, transfira os vasos para um local mais iluminado”.

Mas, cuidado! O excesso de luz pode prejudicar algumas plantas. Nesse caso, deve ser providenciado um filtro, como pequenas cortinas, ou, no caso de estufas e telados, usa-se o sombrite. Se a planta continuar a sofrer com o excesso de luz, coloque o vaso mais distante da janela.

A irrigação é um dos fatores mais importantes no cultivo das orquídeas. É preferível que a planta sofra pela falta de água que pelo excesso. Dentro de uma estufa, com clima quente e seco, as plantas precisam diariamente de irrigação. A temperatura da água deve ser a mesma do ambiente, para evitar choque térmico. Quando o clima está frio, a rega deve ser feita em dias alternados. Evite usar água clorada. Para desclorá-la basta deixar descansando por 24 horas.

A adubação das orquídeas é feita nos meses quentes, quando estão em pleno desenvolvimento vegetativo. O período ideal é de agosto a abril. Como o desenvolvimento é lento, a quantidade aplicada de adubo deve ser pequena.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!