WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Apicultura brasileira almeja novos mercados

Foram definidos dez pontos para incentivar o comércio interno e externo

Os produtos das abelhas são inúmeros, começando pelo mel, passando pelo própolis, a geleia real, pólen e a apitoxina.

Os produtos das abelhas são inúmeros, começando pelo mel, passando pelo própolis, a geleia real, pólen e a apitoxina.

O incentivo ao consumo interno, assim como o aumento das exportações, são os destaques da Cadeia Reprodutiva do Mel e Produtos Apícolas, definida no último dia 23, em Brasília. A agenda apresenta dez pontos considerados de extrema importância para o crescimento da apicultura brasileira.

Entre eles, feiras no exterior, visando, principalmente, impulsionar as vendas para a União Europeia, Estados Unidos, Japão e países árabes. Será criado, também, um programa setorial integrado voltado para a exportação.

O professor Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, no curso Manejo do Apiário – Mais Mel com Qualidade, desenvolvido pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, enfatiza que “os produtos das abelhas são inúmeros. Começando pelo mel, com suas qualidades nutricionais, passando pelo própolis que tem uso medicinal, a geleia real, pólen, e a apitoxina, com seu potencial de uso farmacêutico. Para obter esses produtos a partir de colmeias, de forma rentável, é preciso planejar e instalar o apiário de forma racional, e usar tecnologias de manejo adequadas, para atender ao crescente mercado interno e externo”.

A padronização dos produtos é outro destaque. Representantes das esferas públicas e privadas defendem, ainda, o registro nos setores municipais, estaduais e federais. Além disso, haverá ações de pesquisa e assistência técnica.

A tipificação do mel produzido no país, identificado-o a partir da florada ou região produtora, está prevista para outubro. Essa ajudará o comércio, principalmente, na Europa, onde os tipos de mel mais consumidos são aqueles identificados por planta ou região.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!