WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como fazer parcerias inteligentes na venda de tilápias? Eu te explico

Estabelecer uma parceria de sucesso na comercialização de tilápias com frigoríficos é muito importante para a rentabilidade

Como fazer parcerias inteligentes na venda de tilápias? Eu te explico

O mercado para a comercialização de tilápias é constituído por diversos segmentos, que vão desde feiras livres até grandes redes de supermercados. Portanto, é fundamental que o futuro piscicultor esteja familiarizado com essas possibilidades para avaliar de forma mais precisa qual será seu mercado-alvo, ou seja, onde irá vender a maior parte de seu peixe, explica o Prof. Dr. Giovanni Resende de Oliveira do Curso CPT Produção de Tilápias em Tanques Escavados.


Para estabelecer um canal de venda direta para o frigorífico, é necessário atentar-se a três itens principais:

1) Existência do frigorífico na região (logística).

2) Quantidade mínima a ser produzida (escala).

3) Qualidade do pescado produzido (padrão).


A presença de um frigorífico para processamento de pescado pode representar uma oportunidade garantida de venda para seus produtos. No entanto, é importante verificar se ele está localizado em uma região próxima àquela em que pretende implantar a piscicultura de tilápias. Este é um ponto essencial, pois, quanto mais próximo da piscicultura estiver, menores serão os custos de transporte e, por conseguinte, do seu produto.


Confirmada a presença do frigorífico, quer seja na região de instalação planejada da piscicultura ou em uma região próxima, torna-se fundamental compreender toda a política de compra do mesmo. Geralmente, nessas situações, é estabelecido um contrato de parceria que requer conhecimento aprofundado e uma avaliação criteriosa por parte do piscicultor.


Neste sentido, é muito importante se atentar para questões do tipo:

• O frigorífico está apto a comprar tilápias de novos fornecedores?

• Qual é a política de compra adotada?

• Existe garantia, por parte do frigorífico, de que a produção de pescado será absorvida pela empresa?

• Existem programas de parceria para com os piscicultores?

• Há um sistema de pagamento de bonificação ao piscicultor com base em qualidade, rendimento de carcaça ou outras características do pescado?

• Qual a quantidade mínima a ser produzida para firmar um contrato de parceria com o frigorífico?

• Qual a periodicidade de fornecimento do pescado?

• Uma vez estabelecida a parceria entre o piscicultor e o frigorífico, é necessário haver exclusividade para a comercialização da produção?


Em resumo, ao considerar uma parceria com um frigorífico para a comercialização de tilápias, é fundamental avaliar cuidadosamente fatores como proximidade geográfica, política de compra, garantia de absorção da produção, programas de parceria, sistemas de bonificação e critérios contratuais. Tudo isso contribui para o sucesso e a sustentabilidade do empreendimento na piscicultura de tilápias.

Descubra tudo o que o Curso CPT tem a oferecer! Assista ao vídeo!


Conheça os Cursos CPT da área Piscicultura.
Por: Thiago de Faria

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!