WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quero criar bicho-da-seda, como faço para começar?

Uma das principais condições para criar bicho-da-seda é cultivar amoreiras com alto desempenho produtivo

Quero criar bicho-da-seda, como faço para começar?

Criar bicho-da-seda (Bombyx mori L.) é uma prática milenar, desenvolvida pelos chineses na era imperial. No Brasil, a sericultura começou no século XIX com a vinda da família real portuguesa. Desde então, “quando chega a primavera, estação em que emergem os brotos das amoreiras, os sericultores começam suas atividades”, afirma Alfredo Alcides, engenheiro agrônomo, especialista em manejo do bicho-da-seda e professor do Curso CPT a Distância e Online Criação do Bicho-da-Seda.

Para criar bicho-da-seda, uma das condições é cultivar amoreiras, cujas folhas são sua principal fonte de alimento. Além disso, uma boa assistência técnica, mão de obra capacitada e capital disponível são fatores determinantes para a escala de produção da Bombyx mori L.. Como exemplo, 5 hectares de amoreiras, repletos de lagartas, produzem 500 gramas de ovos. Nesse contexto, a média de produção anual chega a 1.500 kg de casulos, que formam a sirga (fio).

Aquisição das lagartas e mudas de amoreira


A inexperiência dos iniciantes em sericultura exige que se comece a criação com lagartas, na terceira fase de desenvolvimento, quando apresentam 1,5 centímetro de comprimento. Além disso, é importante reservar uma área onde estão cultivadas amoreiras com alto desempenho produtivo. O seu pleno desenvolvimento ocorre após um ano e meio de plantio. Mas com 180 dias, elas já produzem muitas folhas.

Condições de temperatura e umidade relativa do ar


As condições de temperatura e umidade da sirgaria dependem da fase de desenvolvimento das lagartas. Aos sete dias de vida do bicho-da-seda, a faixa de temperatura recomendada deve se manter, entre 26 e 27°C, e umidade relativa do ar em torno de 90%. Daí em diante, a umidade pode ficar em torno de 75%; a temperatura pode cair um pouco (até 25°C) e nunca ultrapassar os 27°C.

Dicas para o criatório do bicho-da-seda (ou sirgaria)


Inicialmente, um local com nove metros de comprimento por seis metros de largura já basta. Nessa área, a média de produção mensal chega a 70 quilos de casulos. Já a criação comercial de bicho-da-seda requer um galpão com 60 metros de comprimento, oito metros de largura e três metros de altura, para uma escala de produção mensal de mais de 500 quilos. Vale lembrar que esteiras e bosque (suporte onde a lagarta tece o fio) são essenciais na sirgaria.

Alimento das lagartas: folhas de amoreira


A amoreira produz folhas por 18 anos. Este é o alimento do bicho-da-seda, que adora folhas colhidas na hora. Na área onde serão criadas as lagartas, devem ser plantadas cultivares de amoreiras mais produtivas em espaçamento de 2,0 metros por 0,5 metro. Seis meses após o plantio, já podem ser colhidas folhas para alimentar o bicho-da-seda. Quando bem alimentado, sua produtividade aumenta de forma significativa.

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Pequenas Criações.

Leia o artigo "Bicho-da-seda produz, por casulo, até mil metros de seda."

Fonte: revistagloborural.globo.com

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!