Criação de minhocas para a produção de húmus em pequenas propriedades

As minhocas são capazes de reciclar resíduos orgânicos, dando origem ao húmus, excelente fertilizante orgânico que pode ser usado na lavoura, em pequenas propriedades, ou comercializado

Criação de minhocas para a produção de húmus em pequenas propriedades   Artigos Cursos CPT

Você já ouviu falar em minhocultura ou vermicompostagem? Para aqueles não familiarizados com os termos, aí vai a explicação: minhocultura ou vermicompostagem nada mais é que o processo de reciclagem de resíduos orgânicos por meio de criação de minhocas em minhocários. Trata-se de uma prática politicamente correta, pois oferece importante alternativa para resolver economicamente e ambientalmente os problemas dos dejetos orgânicos, como o lixo domiciliar. Da reciclagem dos resíduos orgânicos, por sua vez, surge o húmus, excelente fertilizante orgânico pra ser usado na lavoura.

"A minhocultura pode trazer ao produtor excelentes resultados financeiros. Além de ser uma atividade muito importante do ponto de vista ecológico, pois auxilia na degradação da matéria orgânica que muitas vezes é um poluente do meio ambiente, permite ao produtor aferir lucros com o húmus e com as minhocas, seja comercializando-os ou fazendo deles uso em sua propriedade", afirma Dr. Fabrício Rossi, professor do Curso a Distância CPT Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes, em Livro+DVD e Curso Online.

Entre as vantagens oferecidas pela minhocultura destacam-se:


- Capacidade de produzir grande quantidade de biomassa de minhocas, que pode ser utilizada na complementação da alimentação animal.
- Usar as minhocas como iscas na pesca esportiva.
- Vender as minhocas como matrizes para produtores que desejam entrar no ramo.
- Serem consumidas na alimentação humana, devido ao seu elevado teor de proteínas.
- Serem vendidas para a indústria farmacêutica para a produção de medicamentos.
Mas, como iniciar uma criação de minhocas para a produção de húmus? O processo é simples, embora haja necessidade de seguir algumas orientações. São elas:

1- Escolher a minhoca


Para implantar a minhocultura em pequenas propriedades, em primeiro lugar, é necessário escolher a espécie de minhoca a ser utilizada. No Brasil, comercialmente existem duas espécies:
- Eisenia foetida, também conhecida como vermelha-da-califórnia; e
- Eudrilus eugeniae, noturna africana ou minhoca do esterco.
Veja qual delas é mais fácil de ser encontrada em sua região.

2- Aprender tudo sobre as técnicas utilizadas na criação


- Sombra e sol
O minhocário deve ser instalado na pequena propriedade de preferência em locais parcialmente sombreados. Apesar da necessidade de sombra, é bom esclarecer que também há necessidade de boa insolação para que o processo de compostagem se realize.

- Terreno
O minhocário deve ser construído em terrenos elevados, com pouca declividade, para facilitar a construção dos canteiros e os sistemas de drenagem.

- Água e matéria-prima
A disponibilidade de matéria-prima e de água limpa e abundante no local, principalmente em períodos de seca, quando é mais necessária para a irrigação dos canteiros, é fundamental para a implantação do minhocário.

3- Tipos de criatórios


Existem três tipos de criatórios a serem escolhidos pelo produtor. São eles:
- Caixas de madeira ou tonéis de 200 litros. Se tonéis, estes deverão ser cortados longitudinalmente, com furos na parte inferior.
- Canteiros de blocos, tijolos, madeira ou bambu, normalmente com 1 metro de largura por 0,30 a 0,40 cm de altura e o comprimento desejado. O piso do canteiro poderá ser cimentado ou de terra batida.
- Sistema de montes com o piso em terra batida ou cimentado.

4- Sistema de manejo do minhocário


- Quantidade de minhocas
Sugere-se, para iniciar a criação, 1 litro que equivale a aproximadamente 1.500 minhocas/m2.

- Alimentação
Para um bom desenvolvimento do minhocário, fornecer matéria-prima suficientemente rica para a alimentação das minhocas.

- Ambiente
O minhocário deve proporcionar um ambiente adequado para o bom desenvolvimento e reprodução das minhocas.

- Monitoramentos
O produtor deverá estar atento, monitorando e mantendo a temperatura entre 20 e 25°C. A umidade também deverá ser checada. O ideal é que ela se mantenha dentro da faixa de 70 a 85%. Assim como a temperatura e a umidade, é desejável que o pH do minhocário seja de 7.

- Solo
Monitorar a aeração e drenagem do solo, que não deve ser compactado, nem encharcado.

- Cuidados especiais
O criador deverá preencher os canteiros com diferentes fontes de matérias-primas. Em seguida, deverá cobri-los com folhas de bananeira ou restos de capina. Esta medida se faz necessária uma vez que se precisa manter a umidade e proteger contra incidência direta da luz solar. Outros fatores importantes que devem ser levados em consideração, para não por a perder todo o investimento, são a necessidade de se dificultar a fuga das minhocas e protegê-las de seus inimigos naturais (galinhas, sanguessugas, pássaros e formigas lava-pés).

5- Separação das Minhocas


A separação das minhocas do húmus pode ser feita de três formas:
- Manual: diretamente sobre o canteiro.
- Iscas: colocar sacos de ráfia cheios de esterco sobre o canteiro. Isto atrairá as minhocas, permitindo separá-las do húmus.
- Peneira: separar o húmus das minhocas por meio de peneiramento.

6- Comercialização


Após a sua produção, o tempo de armazenamento do fungo é de seis meses, sob pena de perder os nutrientes se armazenado por mais tempo. Os produtores que não quiserem usá-lo em sua propriedade, poderá vendê-lo como adubo orgânico.

7- Fontes de matéria-prima


As minhocas pedem por alimentação balanceada, rica em nitrogênio, fibras e carboidratos. Entra a lista toda matéria orgânica de origem animal e vegetal semicurada e livre de fermentação. Quanto mais rica for a matéria-prima, mais sucesso econômico terá o produtor. Como fontes de matéria-prima, citam-se: estercos de boi, cavalo e coelho; restos de culturas, por exemplo leguminosas, já que fixam nitrogênio; palha; folhas e cascas de frutas; resíduos agroindustriais (bagaço de cana), lixo domiciliar, lodo de esgoto.

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


Conheça os Curso a Distância CPT, em Livro+DVD e Curso Online, da área Pequenas Criações.

Por Silvana Teixeira.
Fonte: Embrapa Agrobiologia.

Salvar

Cursos Relacionados

Curso Criação do Bicho-da-Seda Curso Criação do Bicho-da-Seda

Com Prof. Alfredo Alcides

R$ 338,00 à vista ou em até 12x de R$ 28,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Escargots  - A Tecnologia Correta de Criação Curso Escargots - A Tecnologia Correta de Criação

Com Prof. Edson Assis e Prof. José Luiz

R$ 338,00 à vista ou em até 12x de R$ 28,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes Curso Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes

Com Prof. Dr. Fabrício Rossi

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Vitor Ribeiro

28 de set de 2018

Gostaria de obter manual de pequena criação de minhocas, como proceder, continuidade e se der, comercializar humos. Desde te agradeço. Obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de out de 2018

Olá Vitor,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Para mais informações, cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Luiz Carlos Cabreira Bandeira

16 de fev de 2018

Mediante a aridez politica porque passa o país, torna-se necessário o emprego da metodologia de criação de minhocas, muito bem elaborado por Silvana Teixeira, alimentando alguma esperança na recuperação de áreas depauperadas pela exploração com emprego exacerbados de fertilizantes minerais, acompanhados da devastação desenfreada da flora natural.

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de fev de 2018

Olá Luiz Carlos,

Agradecemos seu comentário.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

João Carlos dá Silva

10 de fev de 2018

Boa noite. Gostei muito, com certeza foi de valia, vou seguir todos os tópicos. Desde já obrigado.Obs: Onde consigo fazer um curso na prática em minha região. Moro em Suzano.

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de fev de 2018

Olá João Carlos,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo. Nós, temos o Curso a Distância Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes e você pode fazê-lo sem sair de casa. Para mais informações nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Sérgio Felipe de Santana

6 de fev de 2018

Muito boa a matéria.

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de fev de 2018

Olá Sérgio,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Celso

8 de jul de 2017

Queria saber como faço para criar minhocas com estrume de gado.

Resposta do Portal Cursos CPT

10 de jul de 2017

Olá, Celso.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A criação de minhocas é feita em canteiros medindo 1m de largura por um comprimento variável de acordo com as necessidades, forma do terreno ou o desejo do criador. Suas beiradas devem ser de madeira, chapas pré-moldadas ou de tijolos, de acordo com as circunstâncias e principalmente os preços. A profundidade dos canteiros deve ser de 30cm. Não ha necessidade de fazer alicerces, mesmo para os tijolos, porque podem ser apoiados diretamente sobre o solo. Bastam 4 fileiras de tijolos assentados com saibro. O fundo do canteiro deve ser um pouco compactado. Pronto o serviço, devemos encher o canteiro com esterco bem curtido. Este esterco deve ser bem lavado com água, para eliminar a urina, multo ácida e prejudicial a elas. No dia seguinte, molhamos o esterco com um esguicho ou regador e colocamos as minhocas, na proporção de 1 litro para cada canteiro de 1m de largura p6r 4m de comprimento, quando da vermelha da Califórnia ou 2 litros quando das espécies nacionais. Você pode encontrar mais informações aqui.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Léo braz da trindade

22 de fev de 2017

Gostaria de criar minhocas em casa, preciso abrir empresa para comercializar o húmus

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de fev de 2017

Olá Léo,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O CPT possui o Curso a Distância Criação de Minhoca para Produção de Húmus, Farinha e Matrizes, que poderá ser de grande ajuda para início do seu negócio.

Atenciosamente,

Aa Carolina dos Santos

Hamilton de Souza Falci

6 de jun de 2016

Pretendo em 2017 iniciar um pequeno criadouro de minhocas tendo por objetivo o húmus para comercializar. As explicações foram muito uteis e espero aprofundar no assunto.

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de jun de 2016

Olá Hamilton,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Pequenas Criações

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade