Substratos para mudas arbóreas - terra de subsolo, vermiculita, composto orgânico, esterco bovino e moinha de carvão

Atualmente, os melhores substratos utilizados na produção de mudas arbóreas são: terra de subsolo, vermiculita, composto orgânico, esterco bovino e moinha de carvão

Substratos para mudas arbóreas - terra de subsolo, vermiculita, composto orgânico, esterco bovino e moinha de carvão

 

A principal função do substrato em mudas arbóreas é fornecer nutrientes a elas e dar-lhes sustentação. Além disso, deve oferecer a elas condições de aeração e fornecimento de água, tendo importantes características, como uniformidade na composição, baixa densidade, porosidade, isenção de pragas, doenças e ervas daninhas. Atualmente, os substratos mais utilizados na produção de mudas arbóreas são: terra de subsolo, vermiculita, composto orgânico, esterco bovino e moinha de carvão.

“Da mesma forma, é bom lembrar que a aplicação de adubos químicos em substratos deve ser cuidadosa, pois o excesso de adubos solúveis no solo prejudica o crescimento das raízes devido à salinidade e à toxicidade”, afirma o professor Wantuelfer Gonçalves, do Curso Como Produzir Mudas Arbóreas de Valor Comercial, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Quanto à fertilidade e acidez, é fundamental que o substrato apresente as seguintes características:

1. pH: 6,0;
2. NITROGÊNIO DISPONÍVEL: 45 kg/ha;
3. P2O5 DISPONÍVEL: 150 kg/ha;
4. K2O DISPONÍVEL: 250 kg/ha.

Terra de subsolo

A terra de subsolo é o substrato mais utilizado nas embalagens plásticas para produção de mudas. Entretanto, ela deve estar isenta de sementes de ervas daninhas e microrganismos patogênicos, por isso a preferência por terra proveniente de barrancos, onde este tipo de material não é encontrado. Caso contrário, é preciso fazer a desinfestação, para garantir um substrato saudável para o desenvolvimento das mudas arbóreas.

Sabe-se que os solos mais argilosos apresentam problemas de aeração e retêm excesso de água. Os solos arenosos, ao contrário, retêm pouca água e nutrientes e formam um bloco que se desfaz com facilidade. Portanto, quanto à textura, pode-se dizer que o solo ideal é o argilo-arenoso, que, além de reter melhor água e nutrientes, sem prejudicar a aeração, forma um bloco firme que, mesmo retirado da sacola plástica, mantém sua forma sem se desintegrar.

Esta terra de subsolo deve passar por peneiras com malha de 1,5 cm, para que sejam retiradas partículas mais grosseiras, como pedras ou torrões. Ela pode ser misturada a esterco bovino, ou ainda receber adubo, como forma de melhorar o desempenho das mudas. Quanto ao enchimento das sacolas, este pode ser feito manualmente ou com uma moega.

Vermiculita

A estrutura da vermiculita como mineral é variável. Quando esta é submetida a tratamento expande-se, passando a reter água com maior eficiência. Devido a esta característica física, a vermiculita, como substrato, passa a ter a capacidade de tornar maior a quantidade de água disponível para a planta. Apesar desta vantagem, é pouco utilizada porque é um substrato praticamente inerte, obrigando a um fornecimento de nutrientes balanceados periodicamente, o que encarece a produção de mudas arbóreas.

Em misturas de vermiculita com esterco ou terra de subsolo, as mudas apresentaram maior crescimento em altura, mas o sistema radicular mostrou-se pouco agregado ao substrato, dificultando o plantio.

Composto orgânico

Os materiais compostáveis podem ser de diversas origens: agrícola, domiciliar ou industrial. A escolha correta da mistura é de fundamental importância para o sucesso da compostagem. Para isso, é preciso conhecer o teor de carbono (C) e de nitrogênio (N) de cada um dos resíduos vegetais e do esterco para se atingir a proporção ideal para o trabalho dos microrganismos. Experimentalmente, sabe-se que estes assimilam 30 partes em peso de carbono para uma parte em peso de nitrogênio. Daí a relação 30/1 ser a mais indicada para a mistura em compostagem.

Esterco bovino

O esterco bovino, como fonte de matéria orgânica, contribui para a melhoria das condições físicas, químicas e biológicas do solo. Com sua adição, aumentam a troca catiônica, a capacidade de retenção de água e de aeração, aumentando também a agregação das partículas do substrato. É importante considerar que a qualidade do esterco tem tudo a ver com sua origem. Quanto melhor a qualidade da alimentação dos animais que deram origem a este esterco, melhor será sua qualidade.

Da mesma forma, é fundamental considerar que o esterco a ser usado na composição do substrato tenha sido bem curtido para que não acabe causando danos às sementes ou às estacas utilizadas na produção de mudas.

Moinha de carvão

Nos viveiros florestais de grandes empresas de reflorestamento, que utilizam a madeira para a produção de carvão, é comum o aproveitamento da moinha de carvão, um resíduo de baixo custo. Em regiões onde este produto apresenta alta disponibilidade, sua utilização se viabiliza, considerando que os resultados obtidos são positivos. Normalmente, o carvão é misturado a outros substratos orgânicos, principalmente o composto orgânico.

Na produção de mudas arbóreas por meio de sementes, a utilização de 20% de moinha e o restante de composto orgânico, proporciona plantas com bom desenvolvimento e sistema radicular bem formado, com excelente agregação ao substrato. Na produção de mudas arbóreas por estacas, utiliza-se 40% de moinha, obtendo-se também mudas de boa qualidade.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Jardinagem e Paisagismo.

Por Andréa Oliveira.

Cursos Relacionados

Curso Como Montar uma Empresa de Manutenção de Jardins Curso Como Montar uma Empresa de Manutenção de Jardins

Com Prof. Dr. Wantuelfer Gonçalves

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Arborização Urbana Curso Arborização Urbana

Com Prof. Dr. Wantuelfer Gonçalves

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Produzir Mudas Arbóreas de Valor Comercial Curso Como Produzir Mudas Arbóreas de Valor Comercial

Com Prof. Dr. Wantuelfer Gonçalves

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo de Gramas e Implantação de Gramados Curso Cultivo de Gramas e Implantação de Gramados

Com Prof. Dr. Cláudio Coelho

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso de Topiaria e Mosaicultura - Esculturas Vivas com Plantas Curso de Topiaria e Mosaicultura - Esculturas Vivas com Plantas

Com Prof.ª Vânia Silva

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Produzir Plantas Ornamentais Curso Como Produzir Plantas Ornamentais

Com Prof. Eduardo Elias

R$ 428,00 à vista ou em até 12x de R$ 35,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Jardinagem e Paisagismo

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade