WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como não errar no meu projeto de jardinagem e paisagismo?

Tenha em mente que colocar em prática um projeto de jardinagem e paisagismo não é tão simples quanto parece

Jardim - imagem ilustrativa

Eduardo Elias, professor do Curso CPT Planejamento, Implantação e Manutenção de Jardins, destaca que cada vez mais os jardins se tornam importantes na vida das pessoas. Para o lazer, relaxamento ou contemplação, são cada vez maiores, mais belos e criativos. Além disso, a jardinagem é um hobby dos mais apreciados.

Construir um jardim e investir no paisagismo dele é, ao que tudo indica, muito fácil. Errado! A seleção das plantas é só um dos vários passos necessários para a obtenção de um jardim harmônico e correto. Muitas pessoas estão acostumadas a ver imagens de jardim muito bem compostos pela internet e, no intento de imitá-los, acabam cometendo erros que comprometem todo o projeto.

Algumas delas nem chegam a ter, de fato, um projeto. E é nessa falta que se concentra o primeiro erro. A vontade de ter um jardim belo e alegre não deve ser imediatista. Compor um jardim e um projeto paisagístico demanda um investimento considerável, e, por isso, tem que essa ação tem que ser bem pensada.

Confira, a seguir, outros erros comuns que devem ser evitados na instalação de um jardim:

Mais é melhor?

É de conhecimento popular que reunir o maior – e mais variado – número de plantas é a melhor opção para um jardim que desperte a atenção. Nem sempre isso é válido! Pode ser que, em um momento inicial, a junção de plantas fique, de fato, agradável aos outros. Porém, com o passar do tempo pode haver concorrência e/ou morte de algumas delas por falta de espaço, luminosidade e nutrientes. Distribui-las por todo o terreno é uma opção a ser considerada.

Posicionamento

O local onde se planta as árvores, arbustos e flores, por exemplo, tem que ser bem pensado. A grande maioria dessas plantas irá crescer e seus componentes – raízes, galhos e ramificações – precisarão de espaço, o que torna inviável o plantio muito próximo a casas, a janelas, a portas e a outras construções próximas ao jardim.

Combinação

Os jardins são considerados a extensão da sua casa. Por conta disso, plantas e arquitetura podem ser combinadas para que um complete o outro. Por exemplo, se você possui, na sua casa, algum detalhe que você considera feio ou que precise ser escondido, invista em uma planta que faça esse trabalho!

Iluminação

De dia ou à noite, o jardim servirá como um complemento estético a sua casa. Logo, com a finalidade de valorizar o seu uso noturno, pense em uma iluminação que favoreça a noite. A iluminação também ajuda a garantir a segurança e a afastar a presença de “visitantes” indesejados.

Estética

Na natureza, as plantas têm comportamento diversos, configurando-se a partir de várias formas e nuances. Devido a isso, para que o seu projeto não pareça muito artificial, evite deixar tudo sempre “no seu lugar”. Podas excessivas ou disposição sempre alinhada são preciosismos que devem ser evitados aqui. Preocupe-se em podar ou remover apenas aquelas que atrapalhem o caminho ou que sejam apropriadas para a poda.

Necessidades

Cada planta possui uma necessidade específica e ignorá-las é um dos principais erros que comprometem todo o jardim. Clima, pH do solo, luminosidade e umidade são alguns dos pontos que demandam observação para que as plantas sejam atendidas plenamente e consigam crescer e se desenvolver da melhor forma possível.

“Detalhes” importantes

Por fim, um jardim não é composto somente de plantas. Os elementos arquitetônicos fazem toda a diferença. Bancos, caminhos de pedra, fontes, espelhos d’água, pergolados e outros itens não devem ser considerados apenas detalhes, mas sim componentes essenciais para o projeto.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Jardinagem e Paisagismo:

Planejamento, Implantação e Manutenção de Jardins
Treinamento de Jardineiro
Topiaria e Mosaicultura – Esculturas Vivas com Plantas

Fontes: Lar, doce lar Blog – lardocelar.blog.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!