WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Como deve ser um viveiro de mudas ornamentais?

O viveirista tem entre seus desafios a escolha do local de instalação de seu viveiro para o sucesso de seu empreendimento

O viveirista tem entre seus desafios a escolha do local de instalação de seu viveiro para o sucesso de seu empreendimento

 

Na produção de plantas ornamentais, o viveirista tem entre seus desafios a escolha do local de instalação de seu viveiro. Isso é de fundamental importância para o sucesso do seu empreendimento, pois ele pode, nessa escolha, evitar problemas futuros e prejuízos. Há alguns critérios imprescindíveis para a implantação do viveiro de mudas ornamentais, como o fácil acesso a ele, a mão de obra bem treinada para o manejo das plantas, a disponibilidade de água para a irrigação, a temperatura ambiente adequada às plantas, entre outros.

LUMINOSIDADE

A área deve receber sol durante a maior parte do dia. Nesse sentido, o ideal é o viveiro ser instalado na face Norte, por ser mais ensolarada e mais quente.

VENTOS

Cuide para que a área fique protegida de ventos fortes predominantes. É bom lembrar que esse problema pode ser contornado com a formação de uma cerca viva, formada por árvores e arbustos, principalmente quando houver riscos de a área ser atingida pelo vento sul.

ÁGUA

Com relação à água, o viveirista deve ter duas preocupações. A primeira diz respeito à quantidade de água disponível o ano todo, para atender às necessidades tanto no início da produção, como também prevendo a expansão do viveiro. A segunda preocupação diz respeito à qualidade da água, pois, se as suas características forem indesejáveis, poderá ocorrer problemas de entupimento do sistema de irrigação, além de poder comprometer a qualidade das mudas produzidas.

ACESSO

Com relação ao acesso, deve-se ter dois cuidados: o primeiro é com relação à área de circulação no viveiro, devendo, nesse particular, planejar a entrada de clientes, de materiais transportados por caminhões de terra, esterco e outros insumos, com áreas de manobra e estacionamento. O segundo cuidado é com o acesso até o viveiro, pois este deve ser assegurado o ano todo, para permitir não só o escoamento da produção em tempo hábil, como também a chegada de insumos, serviços e do próprio pessoal que trabalha no viveiro.

MÃO DE OBRA

A utilização da mão de obra familiar, associada à produção em pequenas áreas, é uma das características da produção de plantas ornamentais em nosso país. Mesmo assim, ao montar um negócio nessa área, o empreendedor deve verificar se há disponibilidade de mão de obra, a uma distância viável, para atender uma possível expansão futura.

TOPOGRAFIA

A topografia deve ser compatível com a atividade, composta com um mínimo de área plana, ou possível de ser plainada, podendo ter também partes inclinadas, mas dentro de limites toleráveis para a atividade. No que diz respeito a áreas inclinadas, estas podem ser reservadas para matrizeiro e viveiro de espera.

Por Andréa Oliveira.

Conheça o Curso CPT Como Montar um Viveiro de Plantas Ornamentais da área Jardinagem e Paisagismo.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

nivaldo sant'ana de lima

1 de fev de 2018

Tenho uma área urbana de 2000 mts quadrado em campo grande ms. Atualmente estou plantando hortaliças orgânicas em estufas. Pretendo mudar para viveiro de mudas frutíferas e ornamentais. Estou precisando de orientações. Tem como me ajudar?

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de fev de 2018

Olá Nivaldo,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Neide Camargo

3 de nov de 2014

Adorei as informações, estamos pensando em montar um VIVEIRO em uma cidade no interior de Goiás, onde temos um bom espaço e fica em uma Rodovia Federal entre Goiânia e Brasília, muito movimentada. Será que estamos no caminho certo? uma vez que não entendemos muito sobre o assunto. Grata pela matéria. Neide Camargo.

Resposta do Portal Cursos CPT

12 de nov de 2014

Olá, Neide!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Em termos de estrutura construídas, segue abaixo alguns itens importantes:

->entrada, com portão, para clientes e de serviço;

->escritório para as questões administrativas, como também para recepcionar e atender os clientes;

->refeitório/banheiro;

->galpão para armazenamento de terra e outros insumos; como abrigo para enchimento de sacola, bandejas e tubetes, execução de outros serviços protegidos do sol e da chuva; almoxarifado para guardar adubos, corretivos, ferramenta, equipamentos e outros utensílios;

->local adequado para guardar defensivos;

->área de comercialização com destaque;

->segurança.

O local deve estar protegido da invasão de animais domésticos, entrada de pessoas indesejáveis e ter segurança contra furtos.

O cerco do viveiro pode ser feito por muro de alvenaria, cerca de arame farpado ou por uma cerca viva. Dependendo das circunstâncias, um cinturão verde pode ser formado com, além das espécies arbustivas, também espécies arbóreas,s erpa de grande utilidade no desempenho das seguintes funções:

->proteção contra ventos, principalmente quando houver riscos da área a ser atingida pelo vento sul;

->proteção contra outros agentes abióticos potencialmente prejudiciais, como poeira, partículas sólidas oriundas de queimadas entre outros.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

 

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!