WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Como cultivar cactos em casa de forma simples e fácil

As cactáceas podem apresentar, entre 2 centímetros e 15 metros de altura, cultivadas tanto em jardins verticais como varandas ensolaradas

Como cultivar cactos em casa de forma simples e fácil

Os cactos são suculentas com espinhos. Estes servem de proteção contra o ataque de predadores e para retenção de água. Seus caules roliços retêm boa parte da água para que a planta consiga resistir a longo período de seca. “As cactáceas podem apresentar, entre 2 centímetros e 15 metros de altura, cultivadas tanto em jardins verticais como varandas ensolaradas”, comenta Eduardo Elias Silva dos Santos, especialista em jardinagem e paisagismo e professor do Curso CPT Jardins Verticais - Implantação e Manutenção.

Luminosidade


Os cactos requerem alta luminosidade para se desenvolverem vigorosos. Para isso, são necessárias várias horas de luz solar por dia, ou seja, fotoperíodo diário prolongado. Sendo assim, varandas e jardins são perfeitos para os cactos crescerem robustos e saudáveis. Entretanto, ambientes internos também permitem o cultivo de cactos, contanto que a área escolhida apresente boa incidência solar.

Plantio e replantio


Os vasinhos para plantio de cactos, devem apresentar pequenos furos no fundo para uma boa drenagem. Os vasos de cerâmica são os melhores nesse quesito, pois auxiliam na evaporação devido à sua porosidade. No momento de plantar as suculentas, deixe por perto todos os materiais necessários: vasos, cascalhos, areia e substrato. Este deve ser apropriado para cactos e deve ser misturado ao solo e à areia para não compactar.

As espécies de cactos mais recomendadas para cultivar em casa são o alfineteiro e a rebutia, que produz lindas flores. Como a propagação se dá por estaquia, deve-se retirar o broto de um cacto já desenvolvido, com luvas para não se machucar. Este deve ser inserido no substrato e, por cima, adicionado cascalho. Em seguida, ele deve ser levado a local definitivo que tenha, pelo menos, quatro horas de luz solar por dia.

Se mesmo nessa área ensolarada o desenvolvimento do cacto for lento, deve ser feito o seu replantio. São dois os motivos: o substrato esgotou ou as raízes estão sem espaço para crescer. Sendo assim, o cacto deve ser plantado novamente em um vaso maior, com substrato novo.

Regas e adubação


O ambiente natural das cactáceas é o deserto, onde chove uns dias para depois seguirem meses de seca. Este é um dos principais motivos para não regar essas suculentas todos os dias, mas sim quinzenalmente, quando o solo estiver seco. Caso contrário, os cactos apodrecem e morrem. Outra recomendação é nunca molhar a estrutura das plantas, apenas molhe o solo para não as matar.

Quanto à adubação, aplique adubo diluído em água na primavera e no verão. Um dos produtos mais utilizados por quem ama suculentas é o fertilizante Forth Cactos, que mantém, os cactos vigorosos, belos e floridos.

Conheça os Cursos CPT da Área Jardinagem e Paisagismo:

Jardins Verticais - Implantação e Manutenção

Arte e Técnica do Bonsai - Passo a Passo

Como Produzir Plantas Ornamentais

Fontes: Plantei - blog.plantei.com.br
              Biogreen - biosolvit.com

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!