WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Raios na fazenda

O Brasil é um dos países com maior incidência de raios do mundo

O Brasil é um dos países com maior incidência de raios do mundo.

Sistemas de Proteção podem evitar acidentes com pessoas,perdas de animais e grandes prejuízos materiais. Considerado um dos principais fenômenos destrutivos da natureza, os raios são formados por correntes elétricas que podem chegar acima de 100.000 Ampéres, de altíssima voltagem e de ocorrência instantânea.

O Brasil é um dos países com maior incidência de raios do mundo. Estimativas apontam que os raios, por ano, no Brasil, são responsáveis pela morte de aproximadamente 300 pessoas, milhares de animais e grandes prejuízos materiais ao atingir edificações, tanques metálicos de armazenamento de grãos ou líquidos e equipamentos de uma forma geral. Os raios causam, ainda, sérias perturbações às redes de transmissão e de distribuição de energia elétrica, assim como, nas redes telefônicas. Eles são também responsáveis por grande parte dos incêndios florestais.

Os raios procuram o menor caminho de resistência elétrica para se difundirem para a terra. Por isso, eles incidem, preferencialmente, nos pontos mais altos da propriedade, nas árvores de maior porte, nas árvores isoladas, nos topos das torres de sinal de rádio, nas antenas de TV, principalmente aquelas instaladas no topo dos morros, em caixas d’água elevadas e nas construções elevadas como silos e secadores verticais.

Ao atingir a superfície do solo, a corrente da descarga se difunde radialmente. Assim uma pessoa ou animal não precisa necessariamente ser diretamente atingido por um raio para ocorrer acidente. As correntes superficiais são elevadas e provocam uma tensão entre os pés da pessoa ou animal, ocasionando uma corrente que pode levar à morte.

No esquema, pode-se verificar que os animais, por possuírem uma distância entre as patas maior, estão sujeitos a uma tensão de passo maior e, portanto, mais susceptíveis a acidentes fatais.

Quando o raio atinge uma edificação, as correntes passam pelas ferragens das lajes e pilares, nos tubos metálicos de água, nos eletrodutos metálicos e fios da instalação elétrica, procurando um caminho para se difundir no solo. Uma pessoa ou animal que estiver próximo ou em contato com estas partes poderá sofrer choques violentos.

Os produtores rurais precisam se conscientizar da necessidade de implantar em suas propriedades sistemas de proteção contra raios. Alguns sistemas simples já garantem certo nível de proteção, como é o caso do aterramento das cercas divisórias.

A bibliografia sobre este assunto é bastante escassa, por isto o CPT - Centro de Produções Técnicas decidiu pela elaboração de um curso, constituído de livro interativo com filmes que mostram a prática, intitulados "Proteção Contra Raios na Fazenda" que apresenta, de uma forma bem prática, a instalação dos diversos sistemas de proteção. A coordenação técnica e científica deste trabalho ficou a meu cargo e do Professor José Osvaldo Paulino, doutor em engenharia elétrica do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Minas Gerais.

 

Nelson Fernandes Maciel
Engenheiro Eletricista, Mestre em
Engenharia Agrícola, Especialista em
Eletrificação Rural, Professor da
Universidade Federal de Viçosa

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!