WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como reduzir o consumo de energia ao usar eletrodomésticos

Alguns procedimentos simples ao usar eletrodomésticos podem reduzir consideravelmente o consumo de energia elétrica em sua residência

Abra as portas da geladeira apenas o tempo suficiente para retirar ou colocar, em seu interior, o que for necessário

Abra as portas da geladeira apenas o tempo suficiente para retirar ou colocar, em seu interior, o que for necessário!

Depois do chuveiro, os eletrodomésticos são a segunda maior fonte de consumo de energia elétrica em uma residência, seja ela na cidade ou na fazenda. Por menor que seja a potência, a utilização de um eletrodoméstico deverá ser feita, para obter a máxima eficiência, isto é, obter um resultado satisfatório com o uso do equipamento, com o menor consumo de energia possível. Entretanto, os meios de evitar desperdícios de energia elétrica, com a utilização desses equipamentos, são variáveis em função das características de operação de cada um.

Geladeiras e freezeres

Ao adquirir uma nova geladeira ou freezer, dê preferência por aqueles que trazem o selo PROCEL. Este indica, por meio de um código de letras e cores, a eficiência energética do aparelho. A letra “A” pertence à faixa verde- escura e corresponde à faixa de maior eficiência energética. Já a letra “G” pertence à faixa vermelha, que corresponde a uma menor eficiência energética. Portanto, uma geladeira ou um freezer, classificado pela letra “A”, possui maior eficiência energética que outro classificado como letra “G”. Em outras palavras, os aparelhos que apresentam maior eficiência energética são comprovadamente mais econômicos e, portanto, consomem menos energia elétrica.

Da mesma forma, deve-se ficar atento quanto ao estado de conservação das borrachas de vedação  das portas desses equipamentos. Borrachas desgastadas permitem trocas de temperatura entre o interior da geladeira ou freezer e o ambiente externo, fazendo com que o equipamento permaneça ligado por mais tempo durante o dia, o que resultará em maior consumo de energia elétrica. Portanto, essas borrachas deverão ser trocadas, assim que os primeiros sinais de desgastes forem observados.

A posição do termostato irá definir o tempo que a geladeira ou o freezer permanecerá ligado durante o dia. Por exemplo, se em uma geladeira que possui oito posições, indo de zero a sete, o termostato estiver na posição zero, ela ficará desligada; na posição um ela permanecerá ligada poucas horas durante o dia (adequada para regiões ou épocas muito frias, onde a temperatura do ambiente já é baixa); na posição oito, ela permanecerá ligada durante o maior número de horas possível durante o dia (adequada para locais ou épocas muito quentes). Sendo assim, você deverá regular o termostato interno, de acordo com a temperatura média em cada região e época do ano, conforme recomendações do fabricante do equipamento, descrita no manual de utilização; e, consequentemente, as trocas de calor.

Quanto às portas das geladeiras e/ou freezeres, abra-as apenas o tempo suficiente para retirar ou colocar, em seu interior, o que for necessário, pois, todas as vezes que as portas desses equipamentos são abertas, ocorre uma elevação da temperatura em seu interior. Isso fará com que o equipamento seja automaticamente ligado para baixar novamente a temperatura interna até os valores desejados, resultando, portanto, em maior consumo de energia.

Ferro de passar roupas

Todas as vezes que o ferro de passar roupas é ligado, ele demora um certo tempo para esquentar, ou seja, para atingir a temperatura desejada. E durante esse tempo, estará havendo consumo de energia elétrica. Portanto, se ele for ligado todos os dias da semana, por exemplo, ele terá de aquecer sete vezes por semana. Por isso, o mais correto é organizar-se para passar roupas, uma vez por semana, quando houver uma maior quantidade de roupas para serem passadas. Dessa forma, ele será aquecido apenas uma vez por semana e não sete, caso fosse utilizado diariamente.

Da mesma forma, é importante utilizar os ferros automáticos, seguindo as recomendações de temperatura, para cada tipo de tecido a ser passado. Primeiro, deverão ser passadas as roupas que necessitam de menores temperaturas, como tecidos acrílicos e seda. Depois, a temperatura do ferro deverá ser aumentada para passar tecidos do tipo poliéster e sintético com algodão. Finalmente, a temperatura do ferro deverá ser aumentada ao máximo para passar tecidos do tipo lã, algodão e linho.

Lavadoras de roupas e de louças

A exemplo do que deverá ser feito com os ferros de passar roupas, as máquinas de lavar não deverão ser ligadas várias vezes ao dia. Assim, deve-se juntar o material em quantidade suficiente para utilizá-las sempre com carga máxima, uma vez que o consumo de energia praticamente não varia com a quantidade de material colocado no interior das mesmas para lavar.

Caso seja de interesse fazer lavagens a quente, a água aquecida poderá ser proveniente de outros sistemas de aquecimento, como serpentina ou a gás. Assim, as máquinas funcionarão como se estivessem com água fria, porém, realizando lavagens com água quente, e com menor consumo de energia elétrica.

Seguindo tais procedimentos, o planeta agradece! Assim como o seu bolso.

Por Andréa Oliveira.

Conheça o Curso CPT Como Reduzir o Custo de Energia Elétrica na Fazenda

Confira os Cursos CPT da área Eletricidade na Fazenda

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!