Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Suínos – alimentação do crescimento à engorda

Durante essa fase, o criador pode adotar qualquer tipo de alimento e sistema de alimentação, observando suas vantagens e desvantagens

Suínos bebendo água

A produção de suínos atinge números expressivos e é uma das maiores atividades desempenhadas em nossos país. O sucesso dessa atividade está no cuidado com todas as etapas do processo de produção. A alimentação é uma dessas etapas e é fundamental para que os animais possam apresentar carne de qualidade.

Paulo Brustolini, autor do Curso a Distância CPT Manejo de Leitões do Nascimento ao Abate, explica que a carne suína vem ganhando, cada vez mais, destaque no mercado nacional como uma opção de alimento rico em nutrientes necessários para se fazer uma dieta equilibrada. Com isso, o potencial brasileiro de atuação nessa atividade só tende a crescer. Nesse contexto, o manejo é um dos fatores essenciais para o sucesso da atividade econômica.

A fase de crescimento e engorda é determinante para a qualidade da carne produzida, por isso é importante ter cuidado com a alimentação dos animais. Os alimentos oferecidos nessa fase podem ser variados e por meio de vários sistemas. Por exemplo, é possível oferecer alimento úmido ou seco, com farelos e rações trituradas ou outros formatos de rações balanceadas. O sistema de alimentação adotado pode ser o restrito, misto ou com fornecimento de alimentos à vontade.

Geralmente os animais preferem alimentos que possam consumir mais rápido e que sejam fáceis de consumir, como os alimentos úmidos ou líquidos. Essa forma de alimentação promove um ganho maior de peso e melhor conversão alimentar. São exemplos desse tipo de alimento o soro de leite e os resíduos da produção de cerveja e da indústria da cana-de-açúcar.

Mais além dos benefícios, a alimentação líquida também pode gerar prejuízos, por exemplo, à carcaça dos suínos. Cabe ao produtor colocar os pontos positivos e negativos na balança, pois, ainda que a produção fique mais barata e o animal ganhe mais peso, o valor da carcaça poderá ser prejudicado, pois ela se passa a ter um teor maior de gordura, aumentando a espessura do toucinho.

Com tendências à produção de carne magra atualmente, também será preciso realizar uma análise para que o produtor perceba se conseguirá o valor desejado com a sua produção. Em caso negativo, deverá optar por outro tipo de alimentação, como a sólida, que é melhor para a produção de carne magra. Mas, vale também ressaltar que a genética dos animais é outro fator determinante para a produção de carne magra.

O fornecimento de alimentação à vontade pode ser positivo, uma vez que diminui custos com o arraçoamento. Porém, para a implantação desse sistema é preciso obter comedouros apropriados, para evitar o desperdício de alimentos, sejam úmidos ou secos.

O sistema de alimentação restrito só deverá ser adotado caso o produtor deseje obter animais com características específicas de carcaça, como espessura de toucinho e teor de gordura. Seu custo de implantação é maior do que o do sistema de alimentação à vontade.

Por fim, o sistema misto, como o próprio nome sugere, é uma combinação dos outros dois sistemas. Funciona da seguinte forma: durante o crescimento, suínos recebem alimento à vontade, com posterior controle do fornecimento a fim de que se obtenha carcaças com características específicas. Apesar de não apresentar resultados satisfatórios quanto o sistema de alimentação controlada, o seu custo é menor.

 


Conheça os Cursos a Distância e Online CPT da Área Suinocultura:

Manejo de Leitões do Nascimento ao Abate
Sistema Orgânico de Criação de Suínos
Criação de Suínos – Manejo de Reprodutores e Matrizes

Fonte: Rural News – ruralnews.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!