WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quer descontaminar pastagens? Crie bovinos e ovinos juntos?

Bovinos e ovinos podem ser criados juntos? Sim, podem! Trabalhos conduzidos no Rio Grande do Sul demonstraram que o pastejo alternado foi eficiente para reduzir a contaminação da pastagem

Quer descontaminar pastagens? Crie bovinos e ovinos juntos?   Artigos CPT

Bovinos e ovinos podem ser criados juntos? Sim, podem! E sabe por quê? Trabalhos conduzidos no Rio Grande do Sul demonstraram que o pastejo alternado entre bovinos e ovinos foi eficiente para reduzir a contaminação da pastagem (PINHEIRO et al., 1983; BORBA, 1995).

Segundo o Prof. Dr. Jackson Victor de Araújo, do Curso CPT Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose, “A integração de bovinos com ovinos é uma excelente alternativa. Os bovinos têm dificuldades em apreender forragem com menos de 20 cm de altura. Entretanto, determinadas forrageiras podem ser cortadas até 10 cm, como as braquiárias, ou mesmo 5 cm, como a maioria das gramas. Essa altura é ideal para a alimentação dos ovinos, que irão aproveitar a pastagem não consumida pelos bovinos.”

E, na prática, como isso acontece? Como criar bovinos e ovinos juntos em uma mesma área?


Vamos lá! A integração bovinos e ovinos pode ser feita de várias maneiras:

1) Se o pastejo é contínuo, os animais podem ser mantidos em áreas comuns, lado a lado, todo o tempo; e
2) Se há pelo menos dois pastos, pode-se fazer a alternância de pastejo, ou seja, ovinos e bovinos ficam em pastos vizinhos, trocando periodicamente de pastos.

• Se há maior numero de pastos, ou se a pastagem está dividida em piquetes, após o período de descanso da área, o rodízio pode ser feito, colocando-se os bovinos para pastejo do estrato superior de folhas, entrando depois os ovinos;
• Ou podem ser separados dois grupos de piquetes, nos quais rodam as duas espécies alternadamente;
• No primeiro grupo de piquetes, as ovelhas fazem o rodízio durante três meses; no segundo grupo, os bovinos. Então, faz-se a troca de blocos: bovinos para o primeiro, ovinos para o segundo.

É muito importante ressaltar que o pastejo misto ou alternado com bovinos e ovinos proporciona uma remoção mútua das larvas infectantes pela falta de especificidade entre parasitas e hospedeiros sobre a pastagem, diminuindo, dessa forma, a contaminação em ambos hospedeiros e das pastagens.

A descontaminação tem como princípio a especificidade parasitária dos nematódeos, ou seja, a maioria das larvas infectantes de parasitos de ovinos quando ingeridas por bovinos ou equinos são destruídas. Embora essa especificidade seja variável de acordo com o parasita, a grande maioria dos gêneros e espécies que parasitam ovinos não se desenvolvem em bovinos ou em equinos e vice-versa (BAGNOLA JR. et al., 1996; AMARANTE et al., 1997). Esse manejo pode favorecer especialmente as categorias mais susceptíveis, como cordeiros e ovelhas no periparto (AMARANTE, 1992).

Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose? Assista ao vídeo!


 

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!