WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Qual a patogenia do vírus da raiva? E qual diagnostico?

Veja como o vírus da raiva age no organismo dos animais acometidos e quais são as principais formas de diagnóstico da doença

Qual a patogenia do vírus da raiva? E qual diagnostico?

Conheça a raiva em animais: entenda como o vírus age e identifique sinais para diagnosticar. Informações importantes para cuidar da saúde pública e dos animais.


a) Patogenia.

Tropismo: o vírus da raiva apresenta tropismo por neurônios, avançando por axônios, por via retrograda, até atingir o SNC (Sistema Nervoso Central), explica o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, do Curso CPT Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos: Raiva, Tuberculose, Brucelose, Leptospirose e Hantavirose.


Os acidentes que atingem regiões mais inervadas são mais perigosos, uma vez que o vírus chegará mais rápido ao SNC, levando a alterações de comportamento, de lucidez, de consciência e até ao óbito.


Corpúsculos de Negri: são inclusões virais intracitoplasmáticas que ocorrem nas células do SN (Sistema Nervoso), sendo uma das formas de detecção laboratorial da raiva, através da observação microscópica das células cerebrais. Podem ser encontrados no citoplasma do corpo celular de neurônios ou nos dendritos formando colônias de vírus rábicos.

Como a doença é aguda, de curso rápido, nem sempre o indivíduo infectado apresentará o corpúsculo de Negri de forma visível.


Observação:

b) Diagnóstico.

O diagnóstico da raiva é feito em laboratórios especializados e de referência, estruturados para trabalhar seguindo todas as normas e protocolos de biossegurança.

Como fazer a coleta de material em animais suspeitos:

Animais silvestres: devem ser encaminhados inteiros para identificação em órgãos especializados (geralmente públicos).

Cães e gatos: cabeça inteira.

Cavalos e bovinos: a coleta deve ser feita no sistema nervoso do animal.

 


Doenças de comprometimento nervoso que podem ser confundidas com a raiva:

Bovinos: encefalopatia espongiforme dos bovinos.

Carnívoros: cinomose.

Equinos: encefalites e febre do Nilo.

Descubra tudo o que o Curso CPT tem a oferecer! Assista ao vídeo!



Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por: Thiago de Faria

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!