WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Dicas para prevenir doenças em codornas

A vacinação e vermifugação das codornas são uma prática obrigatória a todo coturnicultor que busca o sucesso da criação

Dicas para prevenir doenças em codornas

No mercado, podemos encontrar três tipos de codorna: a Coturnix coturnix coturnix (codorna europeia), a Coturnix japonica (codorna japonesa) e a Colinus virginianus (codorna americana). De todas, a mais difundida mundialmente é a codorna japonesa, pois seu desenvolvimento é precoce, com alta produtividade quanto à postura.

Além disso, elas são muito resistentes a doenças, o que torna o investimento nessas aves ainda mais promissor. Entretanto, alguns cuidados importantes devem ser tomados, principalmente nos primeiros 20 dias das codorninhas. Nesse período, elas estão sujeitas a uma série de doenças e, portanto, requerem toda a atenção por parte do coturnicultor. O bom manejo sanitário das aves já é um grande passo para a manutenção da saúde das codornas.

A limpeza e desinfecção do aviário e das gaiolas são essenciais para a sanidade e o bem-estar das codornas. Diariamente, as fezes e a urina devem ser retiradas do alojamento das aves, para evitar a proliferação de microrganismos nocivos. Os bebedouros e comedouros das aves devem permanecer limpos e livres de excrementos. Daí a extrema necessidade de se trocar a água e a ração, pelo menos, duas vezes ao dia.

A importância da vacinação e vermifugação


A vacinação e vermifugação das codornas são uma prática obrigatória a todo coturnicultor que busca o sucesso da criação. Assim que chegam ao aviário, as codornas devem ser imediatamente vacinadas contra duas principais doenças, a Newcastle e a Coriza. Tratam-se de males que causam grande mortalidade nas codorninhas nos primeiros dias de vida, pois se disseminam rapidamente no plantel.

Ambas as vacinas (contra Coriza e Newcastle) devem ser ministradas em duas doses – a primeira aos 28 dias de vida e a segunda, aos 45 dias (injeção no músculo das aves). Já os vermífugos devem ser ministrados (junto à ração) aos 30 dias de vida das codornas, com reforço 30 dias após a primeira dose. Seguindo essas recomendações, as codornas permanecerão saudáveis e produtivas o ano todo.

Conheça os Cursos CPT da Área Avicultura.
Fonte: codorna.blog.br 
Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Sidnei Botura

2 de nov. de 2021

Estou criando codornas e pedi todos os Filhotes da segunda ninhada gostaria de obter mais informações sobre as doenças

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de jan. de 2022

Olá, Sdinei! Como vai? 

Agradecemos sua visita em nosso site! 

Para receber mais informações como essa, cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente, 

Lorena Tolomelli. 

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!