WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"andrea-oliveira"

Características do pavão

O pavão (Pavo cristatus) é dono de uma plumagem exuberante, de cores intensas, multicoloridas e em tons de branco, azul, verde, dourado ou negro. Possuindo na época do acasalamento um bailado que evidencia, ainda mais, o brilho e a cor de sua plumagem. O professor João Batista Oliveira, do Curso CPT Criação de Pavões, diz que tais aves adoram dormir na copa das árvores, comportamento este adquirido desde os primórdios de sua existência, pois, somente assim, ele deixa de despertar a atenção dos predadores. E caso sinta algum predador por perto, emite repetidamente o seu som característico, para afugentá-lo, e avisar as outras aves da presença de intrusos.

Sistema de irrigação autopropelido: vantagens

O autopropelido é um sistema de irrigação por aspersão do tipo móvel que é movimentado por energia hidráulica, gerada a partir da própria água bombeada. Segundo Rubens Alves Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Aplicação de Fertilizantes e Defensivos Via Irrigação, em Livro+DVD e Curso Online, "Neste sistema, um único canhão, ou minicanhão, fica montado sobre um carrinho, que se desloca longitudinalmente ao longo da área a ser irrigada, propulsionado pela própria pressão da água".

Vai abrir uma sorveteria? Tenha bons fornecedores de matéria-prima

A manutenção do fluxo de fornecimento da matéria-prima em uma sorveteria é fator decisivo para um bom negócio. É por isso que o fornecedor tem de ser cativado e trabalhado. "Lembre-se de que o seu fornecedor poderá ser um potencial concorrente", afirma Ronaldo Santana Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Como Montar e Operar uma Sorveteria, em Livro+DVD e Curso Online.

Por que cultivar tilápia-do-nilo nas pisciculturas?

A tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) é uma espécie de grande interesse na piscicultura atual, pois é o segundo grupo de peixes de água doce cultivado no mundo, ficando atrás apenas das carpas. "No Brasil, é a espécie mais cultivada, respondendo pela metade da produção anual de peixes cultivados", afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso CPT Nutrição e Alimentação de Peixes.

Peixes onívoros: quais são e principais características

Peixes onívoros são aqueles que exploram alimento animal e vegetal, em partes equilibradas. São onívoras as seguintes espécies: Tilápia, Lambari, Pacu, Piraputanga e o Tambaqui. "Existem os peixes onívoros com tendência à carnivoria e onívoros com tendência à herbivoria", afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

Por que fornecer lipídeos aos peixes?

Os lipídeos são substâncias insolúveis em água e solúveis em solventes orgânicos. "Fazem parte dessa classe de compostos as gorduras, os óleos e os esteroides", afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

Devo dar alimentos vivos aos peixes nas fases larvárias e alevinagem?

Mede-se o êxito e, ou fracasso de uma empresa de aquicultura pela taxa de natalidade e sobrevivência de larvas e alevinos. "A taxa de sobrevivência será mais elevada, quanto maior for a disponibilidade de alimento, em quantidade e qualidade adequada e oportuna", afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

Cecos pilóricos: o que são e para que servem?

Cecos pilóricos são evaginações digiformes da parede intestinal dos peixes. Apresentam-se sob vários números e formas nas diferentes espécies, afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

De que dependem os peixes para crescerem?

Os peixes necessitam de diversos nutrientes para adequado crescimento, reprodução e saúde, como aminoácidos, energia, ácidos graxos essenciais, minerais e vitaminas, afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

Por que acrescentar enzimas na alimentação de peixes?

O interesse no uso de enzimas na alimentação de peixes tem aumentado devido ao custo, cada vez maior, das matérias-primas tradicionais e a busca por outros ingredientes alternativos (cevada, aveia, arroz e trigo), afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!