Resultados da busca para "agricultura-extensiva-vantagem-e-desvantagem"

Agricultura familiar aliada à agricultura natural

Agricultura familiar refere-se ao cultivo da terra em pequenas propriedades rurais, realizado com mão de obra familiar, diferente da agricultura tradicional, que utiliza mão de obra fixa ou temporária. Esse sistema visa à erradicação da fome e da pobreza, à provisão da segurança alimentar, ao aprimoramento dos meios de subsistência, à boa gestão dos recursos naturais, ao cultivo sem agredir o meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável das áreas rurais.

Café Orgânico - agricultura convencional x agricultura orgânica

Os processos biológicos na agricultura orgânica, na qual está inserida a produção de café orgânico, substituem os insumos tecnológicos. Um exemplo disso são as monoculturas, que são apoiadas no uso intensivo de fertilizantes sintéticos e de agrotóxicos na agricultura convencional. Já na agricultura orgânica, essa monocultura é convertida em uma rotação de culturas, na diversificação, no uso de bordaduras, consórcios, entre outras práticas.

Agricultura orgânica: definição, princípio, objetivo e benefícios

A agricultura natural, também conhecida como agricultura orgânica, é definida como um sistema de exploração agrícola que se fundamenta no emprego de tecnologias alternativas que procuram tirar o máximo proveito da potencialidade da natureza, isto é, da ecologia e dos recursos naturais locais. Trata-se de um sistema de produção agrícola que privilegia a qualidade de vida do ser humano e a preservação do meio ambiente, utilizando-se sempre, e a qualquer custo, de práticas ecologicamente corretas, a fim de atender à demanda dos consumidores por produtos mais saudáveis e à de agricultores, que buscam condições de trabalho favoráveis à qualidade de vida e à preservação do meio ambiente.

Manejo orgânico de frutas - saiba mais sobre o assunto e invista com segurança

De acordo com a Wikipédia, a agricultura orgânica ou agricultura biológica é o termo frequentemente usado para designar a produção de alimentos e outros produtos vegetais que não faz uso de produtos químicos sintéticos, tais como fertilizantes e pesticidas, nem de organismos geneticamente modificados, e geralmente adere aos princípios de agricultura sustentável.

A agricultura orgânica pode abastecer a demanda mundial?

A agricultura orgânica exclui amplamente o uso de fertilizantes, agrotóxicos, reguladores de crescimento e aditivos para a produção vegetal e alimentação animal. Os princípios básicos dessa prática sustentável e racional são a reciclagem dos recursos naturais e o enriquecimento do solo com matéria orgânica e microrganismos.

Agricultura orgânica sustentável: utilização de insumos

A agricultura orgânica sustentável prevê a utilização dos insumos encontrados na propriedade, principalmente a matéria orgânica. No caso da citricultura, por exemplo, o principal insumo são as plantas espontâneas que crescem nas entrelinhas da cultura, que são ceifadas e inoculadas com uma calda de bactérias, a fim de decompor essa matéria orgânica. “Trata-se, portanto, de um insumo produzido na propriedade e utilizado in loco na área de plantio”, afirma Paulo Antônio D'Andréa, professor do Curso a Distância CPT Cultivo Orgânico de Citros, em Livro+DVD e Curso Online.

Agricultura natural ou agricultura orgânica: qual escolher?

O que ocorre com a agricultura natural é que o processo de modernização desvaloriza os processos naturais e biológicos, dando prioridade para a mecanização e a utilização de adubos minerais e de agrotóxicos que, a princípio, elevam a produtividade das culturas, porém, geram sérios problemas ao meio ambiente.

Sistemas extensivos de criação de peixes: saiba mais sobre eles

Os sistemas extensivos são considerados uma técnica rudimentar de criação artificial de peixes, pois se assemelham muito ao ambiente natural desses animais. São de baixo custo de implantação e, além disso, neles não se praticam um manejo adequado e, também, não utilizam nenhum tipo de insumos, ou seja, não há fornecimento de ração artificial (comercial) aos peixes.

Agricultura natural: máximo proveito do potencial da natureza

A agricultura natural é definida como um sistema de exploração agrícola que se fundamenta no emprego de tecnologias alternativas, que procuram tirar o máximo proveito da potencialidade da Natureza, isto é, da ecologia e dos recursos naturais locais. Este novo sistema tem como princípio a reciclagem dos recursos naturais e enriquecimento do solo com matéria orgânica e microrganismos, considerando que este é o único caminho que pode tornar a exploração agrícola duradoura e racional.

Agricultura orgânica: o que é e quais são seus objetivos?

A Agricultura Orgânica é frequentemente entendida como a agricultura que não faz uso de produtos químicos. Também, há a falsa crença de que ela representa um retrocesso a práticas antieconômicas de décadas passadas e à produção de subsistência de pequena escala, usando métodos agronômicos já superados. A realidade, porém, é outra. Embora os agricultores orgânicos não usem agrotóxicos sintéticos, fertilizantes solúveis, hormônios, sulfas, aditivos e outros produtos químicos, e utilizem várias práticas que foram muito eficientes no passado, o conceito é bem mais amplo do que isso.

Atendimento Online
Quer Facilidade