WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Saiba o que realmente muda com as novas regras para a poupança

Investimento ainda é o mais rentável e seguro

 

 A poupança continua sendo o modo mais seguro para pequenos investidores. Foto: reprodução.

De agora em diante, a poupança será atrelada à taxa Selic, que são os juros oficiais do país, definidos pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central. Mas, o que isto realmente muda no rendimento preferido da maioria dos brasileiros? Enquanto o valor da taxa continuar o mesmo, nada muda.

O valor atual da Selic é de 9%. A poupança passará a render 70% da taxa básica de juros mais a Taxa Referencial (TR), sempre que ela for de 8,5% ou menos. O investimento na caderneta continua isento de imposto de renda, podendo ser sacado a qualquer momento.

O rendimento atual da poupança é de 6,17% ao ano mais a TR, valor superior a qualquer outro investimento existente. Além disso, ela também é o único isento de impostos e que pode ser retirado a qualquer hora. Os fundos de renda fixa, por exemplo, só podem ser sacados depois de um tempo mínimo acordado em contrato, que costuma ser de 3 meses ou mais, dependendo de cada financeira.

A nova regra de atrelamento da poupança à Selic começa a valer para depósitos feitos hoje. No entanto, como a taxa está em 9%, acima dos 8,5% estipulados, nada muda. Mas, o receio de muitos investidores é de que o valor da taxa diminua bastante, como parece ser a meta do governo.

A mudança foi feita para facilitar a própria redução da Selic. Com os juros baixos, os investimentos aumentam, favorecendo o crescimento da economia. O interesse do governo em atrelar a poupança à Selic é tornar mais atrativo os fundos de renda fixa. Eles são responsáveis pelo pagamento das principais contas do governo, daí a preocupação com a perda de interesse que houve nos últimos anos pelo fundo.

Por outro lado, a caderneta de poupança é a maior fonte de fundos para o financiamento de imóveis. Se houver fuga em massa para a renda, também haverá a queda de novos investimentos no setor imobiliário, um dos que mais cresce no país. Ficará bem mais difícil financiar um imóvel.

Segundo especialistas, mesmo com as novas regras, a poupança continua sendo o melhor investimento de curto e médio prazo, principalmente, para pequenos investidores. Nada muda para os depósitos antigos. Os saques realizados a partir de agora serão feitos em cima dos valores dos novos depósitos. Os antigos só serão retirados se o saldo dos novos for insuficiente.

Por: Maria Clara Corsino.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!