WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

País deve investir R$ 40 bilhões em energia eólica até 2020

Capacidade deve aumentar em 6,7 gigawatts

 

 Energia eólica possui grande potencial de crescimento no Brasil. Foto: reprodução.

Nos próximos 8 anos, os investimentos em energia eólica devem passar de R$ 40 bilhões. Novos contratos devem somar mais 6,7 gigawatts à potência instalada. Os dados foram divulgados durante o 3º Brazil WindPower, que acontece no Rio de Janeiro até amanhã, dia 31 de agosto.

A presidente executiva da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Elbia Melo, afirmou  em entrevista à Agência Brasil que a energia eólica é a segunda mais competitiva do país, perdendo apenas para as fontes hidrelétricas. Segundo ela, se o Brasil mantiver os índices de contratação registrados até agora, as fontes eólicas serão responsáveis por 15% da energia gerada no país até 2020.

Os investimentos em energia eólica começaram em 2004 no país, a partir de subsídios do Programa de Incentivo Às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa). O programa pretendia trazer novas tecnologias para a produção de energia no Brasil, incentivando a produção de energia eólica, pequenas centrais hidrelétricas e energia de biomassa.

Até agora já foram investidos R$ 25 bilhões, apenas para a produção de energia eólica. O potencial eólico do país chega a 300 GW e está localizado principalmente nas regiões Nordeste e Sul. São 71 parques instalados ao todo. Segundo Elbia, até 2016, o país pretende inserir mais 8,4 GW na produção eólica, aumentando a participação na matriz energética brasileira de 1,5% para 8,4%.

A presidente da Abeeólica explicou que a tecnologia para a geração de energia eólica melhorou bastante, aumentando a eficiência, o que justifica o rápido crescimento do setor. Ela acredita que a produção de energia eólica deve aumentar bastante no Brasil, já que se formou toda uma cadeia produtiva no país.

Por: Maria Clara Corsino.

Fonte: Agência Brasil.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!