WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Fontes renováveis representam quase 90% da matriz elétrica nacional

Hidrelétricas ainda predominam, mas cresce a produção eólica e solar

 

 As hidrelétricas continuam sendo a principal fonte de energia no Brasil. Foto: reprodução.

De acordo com informações do Balanço Energético Nacional 2012 (BEN), realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Energética (EPE), as fontes renováveis de energia representam 88,8% da matriz energética brasileira.

O resultado representa um aumento de 2,5% na comparação de 2011 com 2010. As razões são o maior aproveitamento de fontes hídricas e o aumento da produção de energia eólica, que passou a representar 6,3% da energia nacional.

Enquanto isso, as fontes não renováveis caíram 14,8% na participação da produção elétrica brasileira em 2011. O principal motivo foi a redução de 28,1% na utilização do gás natural para a geração de eletricidade.

Por outro lado, a produção de energia eólica só aumentou. Foi a que mais cresceu entre as fontes renováveis, com um acréscimo de 24,2%. Apesar da queda da geração de eletricidade a partir do bagaço de cana ter reduzido, o uso de biomassa como um todo aumentou bastante, em 7,1%.

Segundo a pesquisa da EPE, a demanda por energia no Brasil como um todo aumentou apenas 1,3%, incluindo assim os custos com transporte. Assim, a agência acredita que o país está produzindo mais e gastando menos energia.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!