WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Como se depilar durante o verão

Nesta época a pele fica mais sensível por causa do sol

 

 A depilação com cera precisa de um intervalo de 48h antes e depois do sol. Foto: Veja.

Depois da depilação, a pele sempre fica mais sensível. No verão, o sol e o excesso de calor agravam essa situação. Todas as mulheres querem uma pele lisinha antes de ir para a praia ou para a piscina, mas podem surgir irritações, manchas, entre outros problemas.

Segundo dermatologistas, a depilação, por arrancar os pelos, deixa a pele inflamada, e quanto mais irritada, maior é o risco de desenvolver manchas. O ideal é não tomar sol 48 horas antes e 48 horas depois da depilação.

O sol antes deixa a pele sensível e a cera em si já é uma agressão a mais. Já o sol depois da depilação é prejudicial porque ele pode piorar a inflamação causada pelo processo depilatório. O aparecimento das manchas escuras é chamado de hiperpigmentação pós-inflamatória.

Já o intervalo para os cremes depilatórios é de cinco dias do sol para a depilação e vice-versa. O tempo é maior porque esses produtos são feitos de substâncias cáusticas responsáveis por derreter os pelos. Esse tipo de depilação por si só já exige muito cuidado, pois se os cremes forem usados incorretamente podem causar inflamações graves e deixar manchas permanentes.

Para quem não quer deixar de ir à praia sem se depilar, a melhor opção é a lâmina. Ela irrita menos a pele, e não há risco de inflamação e manchas. Nesse caso, a depilação pode ser feita até uma hora antes de tomar sol.

A especialista em cosmetologia Mitsue Mary Watanabe, professora do curso Depilação Feminina e Masculina, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, recomenda o uso de cremes pós-depilatórios, pois eles ajudam na cicatrização e na hidratação da pele. Ela lembra também que o uso do protetor solar é essencial, mesmo para quem não vai se expor diretamente ao sol.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!