WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Apicultores pedem flexibilização do regulamento de inspeção

Mudanças no regulamento de inspeção dos produtos de origem animal devem ser discutidas no próximo dia 26

 

  Apicultores reclamam de falta de recursos para a extração do mel. Foto: reprodução.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), José Gomercindo Corrêa da Cunha, em entrevista à Agência Brasil, a exigência da criação de unidades de extração de mel é um dos principais entraves ao crescimento do setor no país. Segundo ele, o produtor não tem como arcar com as despesas de implantação de uma sala para produzir mel.

Esta e outras reivindicações serão apresentadas pelo setor apícola na próxima quarta-feira, dia 26, em Brasília, na reunião da Câmara Setorial do Mel, à representantes do Ministério da Agricultura (MAPA). Eles pedem para que sejam feitas mudanças no Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária dos Produtos de Origem Animal (Riispoa).

O Riispoa regula a fiscalização de animais de corte, leite, ovo, pescado, caça, mel, cera de abelha e outros produtos derivados. A legislação foi criada há 58 anos e passa por um momento de atualização. Cunha afirma que o novo regulamento pode prejudicar os apicultores por conter exigências excessivas, que superam as dos países europeus e a de outros países que fornecem para a Europa.

A assessoria do MAPA, procurada pela Agência Brasil, informou que o regulamento passará por uma atualização que atenda normas técnica e jurídicas. No entanto, nenhuma alteração foi feita ainda, pois o ministério informou que pretende esperar o término da discussão sobre o tema para se manifestar.

O Brasil possui atualmente 350 mil apicultores, a maioria deles (90%) está ligada à agricultura familiar. Juntos eles produzem cerca de 60 mil toneladas de mel e exportam em torno de 25 mil toneladas. O restante da produção é consumido pelo mercado externo.

Por: Maria Clara Corsino.

Fonte: Agência Brasil.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!